On Becoming a God in Central Florida | 1×03 – A Positive Spin!

Uma coisa que On Becoming a God in Central Florida me faz é ficar curioso com os próximos passos da série. Kirsten Dunst está maravilhosa em cena e as maluquices que sua personagem está fazendo para se manter forte diante dos problemas mantém a série muito bem.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Perdendo a casa por conta da denúncia de Buzz sobre ela ter matado crocodilo, Krystal se vê com Destinee morando no clube, e pensando no bem que seria ter o local para consumir os produtos da FAM, ela descobre que seu chefe a olhava trocar de roupa, e no melhor suborno, consegue ter seu estoque utilizado ali.

Agora, a chegada de Mirta e Judd a trama tende a melhorar mais as coisas, pois enquanto ela é a favor da positividade que Krystal vende sua vida como membro importante da FAM, Judd vem mostrar que tudo ali é uma lavagem cerebral e que ele perdeu tudo.

Com os lados da moeda a ser exposto, a série quer mostrar Judd se recuperando, mas um ser aparece e bota fogo em seu barco, o que me faz imaginar ser Travis, agora trabalhando direto com Obie.

Krystal se saiu muito bem passando a perna em Cody e o roteiro nos fazendo acreditar que ela denunciaria a FAM e se tornaria alguém importante na mídia de Mirta, só que essa importância acaba vindo com sua positividade e só, pois ela vende a FAM como algo incrível. Tanto que consegue inúmeros alunos para suas aulas de hidroginástica.

Outro drama que foi bem montado é a depressão de Ernie. Achei que fossem cair para algum clichê de relação, mas mostrar ele sem ânimo para sua família e até mesmo seu filho, foi muito importante, e sua crescente ao lado de Krystal é muito legal. A forma como ele se aproxima do filho foi bem bacana e já quero ver mais da relação deles dois e de Betz.

On Becoming a God in Central Florida ainda nos apresenta personagens importantes para a motivação de seus coadjuvantes, já que Cody está completamente perdido e é a chegada de Pat que o faz rever seus métodos.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.