O Touro Ferdinando | Crítica

A nova animação do brasileiro Carlos Saldanha, O Touro Ferdinando (Ferdinand, 2017) conta uma história simples sobre superação, descobrir seu lugar no mundo mas também aproveita para falar sobre temas de amizade, amor e como um bom desenho tem animais falantes e descolados correndo por ai.

A comédia animada entrega diversão, aventura e muitos momentos fofos e feitos para deixar quem assiste emocionado. Em O Touro Ferdinando conhecemos história de um touro gigante que vive num matadouro na Espanha, mas ele desde de bebê tem um grande coração. Quando Ferdinando foge e vai viver numa fazenda com uma família de humanos tudo parecia dar certo para ele e sua nova dona e amiga Nina (voz nacional de Maisa Silva).

Foto: FOX Film

Mas depois de ser confundido com um animal perigoso, ele é capturado e arrancado do lugar que chamava de lar. Agora a jornada de Ferdinando para voltar para sua família começou e ele se une com os animais mais malucos vistos por ai. A gangue é formada por uma cabra chamada Lupe e porcos espinhos Uno, Dos e Quatro. Na animação quem realmente rouba a cena é a personagem da cabra, dublada pela excelente Thalia Carrauta, Lupe é a veia cômica do filme e é como se fosse o burrinho do Shrek, com uma animação multiplicada por 100, em alta potência, a personagem é energética, acelerada e muito maluca.

Mesmo com muitas piadas, animais fazendo batalha de dança e músicas cativantes, O Touro Ferdinando é um filme sobre companheirismo, inspirador e que conta a busca de Ferdinando por viver do jeito que ele quer. Na questão da animação os traços são muito fortes conseguem deixar os personagens muito bem desenhados, movimentados com efeitos visuais cheio de detalhes técnicos onde tudo é muito bem feito e um dos pontos altos da comédia. A animação consegue criar tudo desde dos cenários, os animais, as cidades. Uma das melhores cenas é quando o touro invade uma loja de porcelana com seu tamanho gigante, onde toda é sequência é simplesmente fantástica, cheia de pequenas coisinhas para se reparar e claro mostra muito bem o tipo de humor que o filme quer passar.

Foto: FOX Film

A trama se embola em alguns momentos e sua trama poderia ser mais resumida mas as aventuras de Ferdinando e seus amigos fugindo por Madrid, mesmo fazendo um grande serviço para cidade, pecam em apenas mostrar coisas bem típicas da cidade somente estando ali para deixar bem claro onde os personagens estão. Assim o roteiro fez esse zig-zag de seus personagens um pouco cansativo. Outro ponto importante para se destacar é que como toda boa animação os vilões são bem caricatos e vencidos facilmente mesmo que aqui nos momentos finais é passado uma mensagem importante sobre aparências e claro julgamentos.

Para crianças O Touro Ferdinando deve ser uma ótima aventura, engraçada com personagens cativantes e para os adultos é uma oportunidade de realmente de ser uma animação para a toda família. Colorido, com ótimas mensagens e muitos momentos tocantes é uma produção leve e um bom divertimento mesmo com uma trama simples e um pouco arrastada em alguns momentos.

Nota do Crítico:

O Touro Ferdinando já tem pré-estréias pagas acontecendo desde de 4 de janeiro e chega no circuito comercial em 11 de Janeiro.

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales