No hype da nova temporada de Vikings? Torne-se um Jarl no boardgame Jórvík

A cultura viking sempre despertou a curiosidade das pessoas do mundo todo. As aventuras dos nórdicos já foram contadas de várias formas diferentes, em livros, séries, jogos e filmes, e muito de sua religião foi base para diversas histórias que hoje são franquias de sucesso.

No dia 29 de novembro, teremos a estreia de uma das séries mais aguardadas do ano: Vikings. Com o hype da série, muitas pessoas vivem a expectativa de acompanhar o destino dos filhos de Ragnar Lothbrook pela Inglaterra.

Para os mais ansiosos e apaixonados pela série, um jogo de boardgame temático com os amigos pode ser a saída perfeita para vivenciar um pouco do mundo dos Vikings antes dos episódios chegarem ao ar, este jogo é Jórvík.

Jórvík é um jogo de estratégia, desafiador e apaixonante, e com muitas variáveis. Cada partida é única e requer coragem do jogador para vencer, assim como eram as investidas Vikings, afinal ser merecedor do Valhalla não é algo tão simples” aponta Renato Cuty, sócio da Conclave, a editora do game no Brasil.

Jórvik

Por muitas décadas durante o tempo dos Vikings, parte da Inglaterra era ocupada por homens do norte. Sobre sua influência, uma das maiores cidades tornou-se um centro florescente de trocas e trabalhos. Os Vikings chamam a cidade e seus arredores de Jórvík, que hoje é conhecida como cidade de York.

Em Jórvík, os jogadores assumem o papel de Jarls Vikings. Eles ganham pontos de prestígio por trocar mercadorias, fazer grandes festas, financiar pilhagens, comissionar artesãos e contratar soldados para defender a cidade contra invasões recorrentes. Vence o jogador com mais pontos de prestígio.

O jogo, criado pelo mestre Stefan Feld, é um re-design de Die Speicherstadt (2010) e inclui duas versões: um jogo base equivalente a The Speicherstadt, e um modo avançado que equivale ao jogo base, juntamente com sua expansão Kaispeicher.

Durante a partida, os jogadores disputam as cartas disponíveis em cada área de comércio da cidade através de mecanismo de apostas e alocação de trabalhadores brilhante para construírem seus impérios comerciais. A cada rodada, os jogadores se revezam, apostando em cada uma das cartas, as quais além de pontos, rendem mercadorias e combos.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.