My Hero Academia #2 | Resenha

Esta 2ª edição de My Hero Academia continua sua trama e nos envolve em cada detalhe do desenvolvimento de Izuku, principalmente na sua jornada para aprender a controlar seu novo dom.

A edição em si mantém a qualidade da anterior e de outros lançamentos, como Saintia Shô, mostrando que a Editora JBC encontrou seu padrão de qualidade e isso é bem vindo neste projeto de Kohei Horikoshi.

O mais bacana de My Hero Academia é que mesmo com o constante desfile de personagens, mais de 20 só contando os alunos e alguns professores, todos tem seus momentos, cada um deles faz o diferencial, nos envolvendo e fazendo torcer por cada um. Horikoshi consegue apenas com luvas nos cativar com uma personagem invisível.

Aqui ainda é focado na rivalidade ente Izuku e o sempre estouradinho Bakugo. A forma como eles acabam se enfrentando e colocando os outros em riscos mostra como precisam aprender a controla não só os poderes, mas também seus temperamentos. Um precisa controlar sua “explosão” e o outro seu lado infantil e de admiração.

Toda a aula de treinamento é interessante, mostra outras facetas dos outros personagens, como a Ochako e o Iida e seu dom mecânico, além, é claro, de mostrar sua personalidade heroica vinda de uma família de “metal heroes”.

Quando tudo parece controlado, em mais um dia de aula, inúmeros vilões invadem a aula de treinamento na USJ (Universal Studio Japan) e coloca a vida de todos em risco, principalmente os professores Number 13 e Eraser Head. Tudo isso devido a vontade dos vilões em destruir o símbolo do heroísmo: All Might.

A busca por All Might abre inúmeras questões dentro do projeto, além de nos mostrar a Liga dos Vilões. Tomura e suas mãos espalhadas pelo corpo consegue dar medo, mas ficamos mesmo é na curiosidade para saber quem está infiltrado na escola…

Todo o desenvolvimento entre o controle emocional e os dons, além de mostrar bem a personalidade e colocá-los para desenvolverem seus lados heroicos, é bem trabalhado e nos faz querer cada vez mais de cada um dos personagens. A escrita e o traço de Horikoshi é envolvente e muito ágil, o que melhora nossa apreciação com o projeto.

My Hero Academia é divertido, dramático e intenso na medida certa e nos faz querer conhecer mais de cada um de seus personagens, desenvolvendo bem cada um deles.

FICHA TÉCNICA

Título: My Hero Academia #02
Título Original: Buko No Hiro Academia #02
Autor: Kohei Horikoshi
Editora: JBC
Ano: 2016
Gênero: Ação, Aventura