Marvel – Punho de Ferro | 2×01-06 – Os Primeiros Episódios [Com Spoiler]

Marvel – Punho de Ferro, mesmo com toda a crítica negativa em cima de sua 1ª temporada, que teve Scott Buck como showrunner, conseguiu ser renovada para uma 2ª temporada, agora com Raven Metzner a frente. Finn Jones, como Danny Rand, foi fortemente criticado, deixando para Jessica Henwick, a querida Colleen Wing, todo o protagonismo da série, uma vez que nem os coadjuvantes, muito menos o vilão nas mãos de Harold Meachum (David Wenham) conseguiu elevar a série.

Vindo de uma participação ofuscada em Marvel – Os Defensores, e depois uma breve participação em um episódio de Marvel – Luke Cage, Danny Rand tem a missão de reconquistar o fã do punho do dragão e fazer uma temporada mais interessante e consistente e já no episódio “2×01 – The Fury of Iron Fist” mostra em suas cenas de ação que não está para brincadeira. O episódio foi importante para consolidar Danny, mostrar como ele anda furioso e precisando controlar o punho, enquanto ainda coloca Joy Meachum e Davos no papel de vilões, da mesma forma que Chinatown precisa de um novo protetor, já que os lojistas andam sendo extorquidos por proteção.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A princípio a trama fica em cima de uma forma de colocar os personagens em um caminho comum, e até temos uma breve apresentação da instável Mary Tyfoid, que de início é apenas a tímida e pacata Mary Walker, mas em “2×02 – The City’s Not for Burning” mostra que é mais perigosa para Danny e Colleen do que realmente apresenta. Davos também finalmente mostra a que veio ao tirar o responsável dos portos do caminho por lhe fazer de bobo e podendo assim colocar Chinatown em risco.

Foto: Marvel / Netflix

Colleen é bem aproveitada, mas nos dois primeiros episódios vemos muito de Danny e Davos, com direito a um flashback do torneio em que ambos se enfrentaram para ganhar o direito de ir enfrentar o dragão. Gostei de ver uma parte do uniforme do Punho de Ferro, mas confesso que o ritmo destes dois primeiros episódios, principalmente quando a trama vai para Ward e Joy, cai bastante.

Em “2×03 – This Deadly Secret” e “2×04 – Target: Iron Fist” acompanhamos mais a virada da série, com um aprofundamento na trama do Gold Tigers e as negociações que Colleen, Danny e a senhora Yang precisam fazer para manter o trabalho e o bairro no lugar. Só que o problema é que essa parte é arrastada e serve apenas para conectar Danny novamente ao Senhor Yang e ele descobrir que Davos o tirou do caminho. Com a guerra contra os Gold Tigers de lado, voltamos a focar em Davos e sua busca pelo carregamento 212 da Hancock.

Foto: Marvel / Netflix

No meio tempo, temos a descoberta de que Joy quem contratou Mary Walker, a Tyfoid, para ficar de olho em Danny, mas há algo maior nisso, pois Davos a pediu para levar Danny para ele. Então temos a junção de tudo, onde vemos Danny ser arrastado e Davos conseguir o corpo de um antigo Punho de Ferro para tirar sua pele. Temos aí o nascimento do Serpente de Aço. No meio de flashbacks da luta de Danny e Davos pelo direito de ir ver o dragão, em “2×05 – Heart of the Dragon” temos flashback na visão de Davos e as cobranças que eram lhe feitas para ele ser o grande campeão, como sua mãe ter vergonha dele não ser o campeão.

A entrada de Misty Knight para ajudar Colleen a procurar por Danny reforça a amizade das duas e acaba colocando Joy em encrenca. Gostei da conversa da Meachum com Mary Walker, mas poderiam desenhar mais as mudanças de personalidade da personagem. A forma como elas pegam a mulher e colocam-na frente-a-frente com Danny foi bacana por colocar Misty e Colleen em ação, além de fazer Ward e Danny ver o quanto Joy está machucada pelo acontecido com seu pai.

Foto: Marvel / Netflix

E então finalizamos essa primeira parte com “2×06 – The Dragon Dies at Dawn“… Davos começa a trazer a sua visão de justiça para as ruas e ao encontrar com Danny deixa claro que ele tem a coragem que o Punho de Ferro nunca teve, mesmo que seu amigo lhe mostre que ele se dará mal com a justiça. Adorei ver Mary Walker e Danny juntos e entendemos mais da sua Identidade Dissociativa, e quando os dois, depois de lutarem com Davos em uma cena bem legal, o derrubam, ela volta a ser a simples Mary e não Walker, deixando Danny ir para o hospital com a perna quebrada e Davos caído.

Os Meachum começam a acertar os ponteiros, mesmo que Joy não aceite que Ward tenha escondido o pai por tanto tempo, só que ele usa o tanto de dor que sofreu pelo pai para persuadi-la, mas Joy é inflexível por viver nas sombras tantos anos.

Foto: Marvel / Netflix

Agora, as Filhas do Dragão ficou sensacional! Misty e Colleen ficaram incríveis juntas, as cenas de drama foram bem ponderadas e as de ação incrivelmente bem coreografadas. Elas indo até as 3 tatuadoras e entender como a pele de um antigo Punho de Ferro e o sangue do novo virou a tinta para Davos foi bem bacana.

Marvel – Punho de Ferro deu uma melhorada em cima do que foi apresentado em sua 1ª temporada, a série está mais focada, Danny mais decidido e menos bobo, mas focaram demais nos coadjuvantes, tirando força do personagem principal, já que até mesmo a pouca presença de Misty Knight consegue colocar a interpretação de Finn Jones de escanteio. Agora é esperar os outros episódios para ver como a temporada finaliza…

Marvel – Punho de Ferro tem estreia mundial no dia 07 de setembro pela Netflix! Conferimos os episódios:

  • 2×01 – The Fury of Iron Fist
  • 2×02 – The City’s Not for Burning
  • 2×03 – This Deadly Secret
  • 2×04 – Target: Iron Fist
  • 2×05 – Heart of the Dragon
  • 2×06 – The Dragon Dies at Dawn

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.