Marvel – Fugitivos | 2×04-05 – Old School / Rock Bottom

Mais dois episódios deliciosos de Marvel – Fugitivos (Runaways) e a entrada de Topher movimentou bem a dinâmica do grupo, só que finalmente Jonah roubou a cena e mostrou a que veio. E até na Orgulho o confronto foi maior, com cada um deles tomando as rédeas, ou tentando, de suas vidas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Da Orgulho temos dois momentos fortes, com Stacey e Dale indo até a escavação e descobrindo que pode sim matar o que estiver lá embaixo, só que em sua primeira tentativa com algo tão pequeno, novamente temos um terremoto.

Eis então que temos Victor e Janet entrando mais afundo no que pode ser lá e guardando segredos, uma vez que ela tem acesso a muito mias informações, como saber que aquilo é a nave de Jonah e que seu motor é a gravidade. Seu pedido ao marido? Descobrir uma forma de destruir a nave.

Só que é Robert quem resolve ir enfrentar Jonah cara-a-cara e mesmo desenvolvendo algo que possa destruir o alien, ele não imaginava que as mulheres da religião pudessem lhe derrubar com um jarro na cabeça, colocando Jonah frente-a-frente com seus antigos colegas e deixando o corpo de Robert sobre a mesa.

Jonah ainda conversou bastante com Karolina e lhe mostrou sua nave no subsolo e que há anos a buscava, já que há mais gente dentro dela, e nisso ele lhe conta que ela tem um irmão. Karolina fica dividida com sua origem e seus amigos e até tenta sabotar o computador que Topher consegue roubar do colégio para entregar a Alex, mas ela é impedida por Nico, que chega um segundo antes do pior.

No mais os dois episódios focaram bastante em Topher e como ele sabe lidar com as amarguras dos colegas. Ele também tem um segredo, já que desde a explosão do laboratório, a mesma que matou os pais de Molly, ele nunca envelheceu, mas sua mente é bem atordoada por conta dos efeitos das pedra irradiadas que haviam por lá, e que até o faz invadir a escavação para pegar mais.

Topher consegue mexer com os ânimos de todos, mas principalmente de Molly que chega a enfrentar Nico, comparando o zelo dela com o de Tina. Gostei demais de ver Gert se abrindo mais sobre suas ansiedade e como Topher até propõe lhe ajudar, mas não consegue os remédios, obrigando-a a ir até um hospital para ser medicada e voltar a ter domínio sob suas ações.

Chase não fez muito, mas é interessante vê-lo mais próximo de Alex para resolverem como podem agir. Karolina deve começar a atrapalhá-los, mesmo que tenha fortes sentimentos por Nico.

Marvel – Fugitivos (Runaways) continua desenvolvendo bem as tramas que propõe, mesmo que não saibamos os rumos que a série irá seguir agora que todos parecem um pouco menos perdido em seus propósitos. Espero que tenha mais coisas boas agora que estou quase na metade da temporada.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.