Marvel – Fugitivos | 1×08 – Tsunami

Legal que Marvel – Fugitivos (Runaways) trata até mesmo os adultos como bravos adolescentes perante o desconhecido. O paralelo entre pais e filhos e o mistério da Orgulho tem ficado bem interessante e Jonah se mostra perigoso para todos eles.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O tiro de Janet em Victor acaba atraindo todos os membros da Orgulho para sua garagem e ali eles discutem acontecimentos antigos e a palavra secreta, Tsunami, ainda deixa em aberto o que aconteceu com os pais de Molly e ainda colocam que Tina teve algo a ver com a situação.

Leslie era para ser deixada de lado, mas apareceu bem na hora e ainda levou Frank e sua luva, colocando-o dentro da organização mesmo contra a vontade. O problema é que Victor parece estar protegido pelo sangue de Jonah, que foi lhe inserido para salvá-lo do tumor no cérebro, e a luva apenas piora sua situação. Quando Jonah aparece e fala que Janet deveria entrar como sacrifício, Tina acaba destruindo uma câmara, pois Robert iria se colocar no lugar da amada.

Longe desse rocambole maluco, temos os adolescentes atrás do vídeo que pode comprometer seus pais, mas Chase destrói o notebook de Alex antes dele mostrar o vídeo, pois acredita que terá uma nova chance com o pai. Alex também se complica com Nico ao contar que Amy sabia demais e tinha um software que a monitorava em seu notebook.

Quando Nico acha seu celular, local onde ela pode descobrir maiores segredos da irmã e até seu assassino, vemos então os flashbacks dela fugindo de medo e quando ela lê a mensagem em seu celular e precisa fugir, um homem a encurrala no quarto. Eu fiquei na dúvida se tal homem é Victor ou Jonah, querendo proteger a Orgulho. Mas pode se também Geoffrey a mando deles.

Longe de tudo isso Molly começa a ir atrás de seu passado e quando Gabriella lhe entrega uma carta de seus pais, ela começa a ir atrás de detalhes sobre eles, mas só descobre uma fita VHS, que ela nem sabe o que é…

Está sendo uma delícia acompanhar Marvel – Fugitivos, aos poucos todos os personagens vão tendo seu destaque e até mesmo os adultos vão tendo um panorama maior a serem abordado de forma mais profunda. Gostei de ver mais de Gert e Alfazema, e ainda quero muito mais.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.