Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. | 4×19 – All the Madame’s Man

E temos os homens da vida de Madame Hydra sendo explorados em Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. e o mias bacana é que Aida segue dominando o jogo no Framework, manipulando todos ao seu redor, mas tivemos um momento excelente visto em seu encontro com Skye. De longe essa temporada é melhor da série até aqui e fico na ansiedade para saber o que estão planejando para o fim destes arcos.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Seguindo os acontecimentos dos momentos finais, May devolveu os poderes de Skye dentro do Framework e assim elas foram capazes de fugir da Hydra e de Madame, mas não sem antes arremessá-la do alto do prédio e deixá-la com problemas na coluna. Essa parte da trama é importante para colocar Fitz desesperado e pronto para ir atrás de todos que atacaram sua amada e colocar seu pai para interrogar Radcliffe.

Skye e May conseguem fugir e se unir a Coulson, Mack e Ward, onde Daisy explica que sabe onde fica a backdoor para sair da simulação do Framework. A questão é que Ward e Trip não sabem de seus destinos no mundo real, mas o projeto Looking Glass pode mudar isso de alguma forma para os dois.

O mais interessante de tudo isso é vermos novamente Trip e Simmons em ação, pois eles acabam descobrindo que onde no mundo real é a plataforma de Ivanov, no Framework é onde acontece o projeto Looking Glass, que nada mais é do que a versão do projeto de Eli, tio de Robbie (Motoqueiro Fantasma), que produzia matéria através do Darkhold. Para Aida é sua saída para chegar com um corpo e mente humana no mundo real e Fitz foi o responsável por todo o seu desenvolvimento.

Fitz também tem um desenvolvimento particular interessante, pois a presença de seu pai, e como ele é capaz de fazer tudo para ter o reconhecimento do mesmo. Na Framework ele está bem presente, mas Radcliffe ao enfrentá-lo fala sobre como no mundo real ele é ausente na vida do filho por achá-lo fraco.

Neste episódio também tivemos o retorno de Bakshi, que aqui serve como o “rosto” da Hydra ao expor os Inumanos e a SHIELD na televisão. Coulson é importante por tirá-lo do caminho e assumir o seu papel de frente a agência da SHIELD e fazer o levante das pessoas quanto ao domínio da Hydra. Lembrando que Bakshi foi sequestrado por Talbot e mais a frente acabou sendo morto por Simmons enquanto ele tentava salvar a vida de Ward, que já estava do lado da Hydra.

Com tanto acontecendo, já fico ansioso para descobrir o que a série irá caminhar e nos surpreender, pois há inúmeras possibilidades, mas a que mais me empolga é poder imaginar quais situações podemos esperar para os personagens que no mundo real estão mortos, enquanto no Framework buscam uma forma de se redimir. Este é o principal caso de Ward, que aprontou bastante e se tornou um personagem detestável, mas tem tudo para uma reviravolta.

Outro ponto que Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. tem tudo para ser intrigante é quanto as memórias dos personagens presos no Framework, que tem tudo para se confundir e gerar todo o drama possível. Além disso, qual será o destino de Aida? Ou melhor, Ophelia…