Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. | 4×22 – World’s End [Season Finale]

E depois de muita ansiedade, e com a chegada de mais ansiedade ainda, assisti ao derradeiro episódio desta insana e deliciosa 4ª temporada de Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. Ao fim do episódio é impossível não ficar boquiaberto com os caminhos escolhidos, as conclusões alcançadas, mas acima de tudo, o que ainda pode vir atrás de muitos segredos, mas principalmente, de um destino…

Separar esta temporada em 3 grandes arcos foi uma das melhores saídas que Jed Whedon, Maurissa Tancharoen e os outros produtores poderiam ter feito. Ao focar o primeiro arco no Motoqueiro Fantasma e mostrar não só a motivação de Robbie, mas também o que a entidade deseja, foi essencial para seu retorno no fim deste 3º arco, o Framework e sua Agents of HYDRA. O 2º arco, LMD, serviu de construção e motivação para criar o panorama essencial de Aida e seu desejo em se tornar uma mulher de verdade e ter o amor verdadeiro, mas os excessos a levaram a extremos e causar o Framework.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Seguindo a busca por Ophelia acaba nos levando ao encontro dela com o Motoqueiro Fantasma e ela simplesmente não compreende como uma queimadura dele não se regenera, podendo matá-la. É aí que descobrimos que ele pode matar tudo que foi criado pelo Darkhold. O confronto de Robbie e Daisy contra os LMD de Ivanov e um de seus homens é excelente, muito bem coreografado e emocionante.

Ophelia e Ivanov vão a um encontro onde General Talbot acaba levando um tiro de um LMD de Daisy e o que pode sair daí é complexo e intenso, pois mesmo que Talbot sobreviva, é impossível não viralizar um vídeo para que as agências do governo e até mesmo para a população ir contra os Inumanos. É aí que Coulson se toca que Ophelia que trazer a opressão de dentro do Framework para o mundo real. Então temos uma corrida contra o tempo.

As emoções de Simmons são intensas, mas nada é melhor do que vê-la conversando com um destruído Fitz, que se culpa por inúmeras mortes e quer se sacrificar para que o governo e o mundo não destruam os Inumanos nem a SHIELD. É então que vemos uma corrida contra o tempo para criar uma brecha e levar Ophelia a um ponto onde possa ser assassinada pelo Motoqueiro Fantasma.

Inteligente, Coulson fez um acordo com a entidade e depois de vermos ela matando um LMD de Simmons como vingança para cima de Fitz, ela é levada para a armadilha onde não consegue escapar dos braços do Motoqueiro agora no corpo de Coulson. Assim Framework e Aida/Ophelia tem uma conclusão aqui de forma instigante e intensa, pois Mallory Jansen dá o melhor de si. No fim a entidade volta para Robbie e leva o Darkhold para a dimensão sombria, mas não sem antes deixar claro que Coulson fez o tal acordo e que Robbie não deve contar a ninguém.

Falando na dimensão, adorei a explicação de Robbie sobre haver dimensões, planetas e destinos e que muitas coisas não podem ser modificadas, além de que há muito por acontecer.

Agents of SHIELD

Voltando um pouco, Ophelia começou a destruir o Framework e o mesmo lentamente começou a se desligar, apagando tudo o que tem dentro de si, obrigando Io-iô, Radcliffe, Mack e Hope a correrem contra o tempo. Emocionante ver Mack se despedindo de Hope e como Io-iô resolve se sacirficar para estar ao lado de Mack. Mas ambos conseguem retornar são e salvos para os seus corpos antes do fim da Framework, por conta da backdoor criada por Daisy. Radcliffe e seu discuso da imortalidade e da falta de Agnes foi bacana.

Coulson e May conversando sobre precisarem discutir por ele ter bebido o Haig sem ela, mas com sua robô, foi legal, e agora todos precisam correr contra o tempo. Quero ver mais de Piper que ficou na Terra…

Falo ficou na Terra por um só motivo. Ao fim do episódio vemos Coulson, Daisy, May, Fitz, Simmons, Mack e Io-iô bebendo em um bar e sendo levados por alguns agentes, mas não temos insignias nem nada, só que há uma janela a ser utilizada. Depoi vemos Coulson preso em um alojamento no espaço… Estariam eles na Lua? Seria essa a ligação da série com Marvel – Inumanos? Estou ansiosíssimo para ver mais de tudo isso, e Inumanos vem em setembro com 6 episódios, enquanto Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. só vola em 2018…

Com uma temporada incrível, redonda, mas pecando por não dar um destino a Vijay, Ward e Trip pós-Framework, Marvel – Agents of S.H.I.E.L.D. se encontra em sua melhor forma, seja em suas tramas, seja no desenvolvimento de seus personagens, ou ainda na evolução do Universo Marvel. Agora nos resta esperar por respostas e mais ação…