LEGO Batman: O Filme | Crítica

Quem roubou a cena em Uma Aventura LEGO (2014) foi realmente o LEGO Batman, então nada mais justo que o personagem ter sua própria história não é mesmo? E a DC Comics vem nessa empreitada em fazer um filme do Batman, e com personagens da DC, depois de um ano polêmico em que tanto ela quanto a Warner Bros tiveram com seus personagens nos lançamentos de 2016 com Batman vs Superman: A Origem da Justiça e Esquadrão Suicida. Mas polêmicas a parte LEGO  Batman: O Filme consegue entregar um filme engraçado, com piadas pontuais, que sabe rir de seus personagens da versão “adulta” e entrega uma história para família, tanto para quem cresceu com os personagens quanto para os pequenos (e pequenas) que devem rir com as situações engraçadas que o filme apresenta, e que dificilmente seriam adaptadas para as telonas em live-action.

O filme já começa com Batman, dublado no original pelo comediante Will Arnett, fazendo piada com a forma que os filmes começam “Todos os filmes bacanas e importantes começam com uma cena toda em preto“. O longa todo trabalha com metalinguagem sobre os outros filmes que falam a vida do Batman, os relacionamentos e as brigas com o Superman e os outros vilões. E logo de imediato já somos apresentados a uma Gotham City toda feito de blocos de Lego em um ótimo trabalho de caracterização da produção do filme e, claro, com o Coringa (voz de Zach Galifianakis) já loucamente tentando dominar a cidade com todos os vilões possíveis, tanto os mais famosos com Sr. Gelado, Hera Venenosa e Mulher-Gato, quanto uns mais estranhos como o Homem-Ovo e o Rei dos Condimentos.

O filme poderia parar por aí, afinal o Batman vence todos e evita a cidade ser dominada pelos vilões. Mas a profundidade do filme e do roteiro de Seth Grahame-Smith, Chris McKenna e Erik Sommers está apenas começando.

Foto: LEGO/Warner Bros

Batman tem sérios problemas de intimidade e quer fazer tudo sozinho, como todos os Batman na maioria dos filmes, assim eles pegam essa essência do personagem e multiplicam em 100x no drama que acaba sendo engraçado devido as situações que não esperamos ver o Batman fazer, como por exemplo birra de criança com o um classudo, mas de bom coração, Alfred (voz de Ralph Fiennes), cozinhar Lagosta no micro-ondas de roupão e brigar com as entradas da TV para ver um filme meloso. Tudo isso para aproximar o personagem de Lego das crianças e assim gerar umas cenas bem humoradas e bem colocadas durante todo o filme. Nisso colocamos o personagem negando que não precisa de ninguém, ou de vilões, e assim negando para o Coringa que ele é seu arqui-inimigo. Assim Batman acaba fazendo que o Palhaço do Crime comece a bolar um novo master-plano para derrotar e ferir o Vigilante de Gotham.

A história da trama é bem bolada e mostra o Batman rindo de sua própria história, seja com os vilões, com os integrantes da Liga da Justiça e com um deslumbrado, jovem e doce Dick Grayson (voz de Michael Cera), o futuro Robin, que rouba a cena toda a hora que ele aparece.

Ao querer se vingar o Coringa reúne os maiores vilões das histórias, indo desde de Sauron de Senhor dos Anéis até a Bruxa Malvada do Oeste de O Mágico de Oz, para tentar dominar Gotham City e assim mostrar para o Batman que ele é seu maior inimigo (além dele próprio). Assim uma aliança entre a independente e ativa Barbara Gordon (voz de Rosario Dawson) acontece com a dupla Batman e Robin e todos acabam se unindo a um mais ativo Alfred na tarefa de salvar o dia.

LEGO  Batman: O Filme presta uma bela homenagem aos filmes e a história do personagem ao colocar piadas de todos as antigas produções do personagem. “Você já teve uma crise parecida com essa em 2016 e claro aquela fase estranha em 1966”. Fora as cenas em homenagens a série clássica, que os mais mais atentos devem identificar no filme logo de cara. Assim, LEGO Batman: O Filme é um grande acerto da Warner e Lego ao expandir a franquia e nos mostra uma história bem humorada do Batman, só que com bonecos Legos, com um visual brilhante, colorido e dançante sobre amizade, parceria e claro relacionamentos com personagens conhecidos do universo da DC o que faz o longa ficar ainda melhor.

Nota do Crítico:

LEGO Batman: O Filme tem estreia dia 9 de fevereiro no Brasil.

Leia mais sobre Lego Batman: O Filme.