Legends of Tomorrow | 2×07 – Invasion!

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

E chegamos a conclusão do megacrossover em Legends of Tomorrow! O pior é que o fim deixou aquele gosto amargo na boca, mas não por ser ruim, mas por já querer mais e não termos noção de quando, e se, irá rolar… Outro ponto bacana é que neste episódio passamos a curtir mais os personagens de Legends of Tomorrow e isso é um ponto mais do que positivo, principalmente para Amaya e Nate.

A ideia central do episódio foi: se os aliens sequestraram os humanos, os humanos podem fazer o mesmo e aqui foi a vez de Felicity e Cisco darem uma viajadinha no espaço-tempo… Sim, as piadas e referências foram maravilhosas, e ver Cisco e Felicity sendo o ponto comum dos episódios foi bom, mesmo que a última temporada de Arrow tenha sido o pior para a personagem, que aos poucos volta a nos cativar.

A vinda dos Dominadores é uma revanche, já que eles acabam descobrindo que os metahumanos podem ser o fim do planeta e uma ameaça ainda maior, Barry. Gosto dessa ideia de que ele é o ponto central de todos os problemas, principalmente com toda a merda que ele faz em suas viagens no tempo (sim, amei a bronca de Sara para ele). Assim, o agente que pegou Mick, Nate e Amaya em 1950 aparece no presente e mostra todos os problemas a eles, e ainda toma uma bem dada de Kara, que conta que vendeu a ideia da DEO para o presidente desta Terra.

Com o fim dos Dominadores e sua partida da Terra, o mais interessante do episódio é com os dramas se consolidam. Oliver aprendendo a confiar em Kara, ela vendo que em sua Terra seria interessante ter um “Oliver”; impossível não rir de Ray falando que Kara lembra uma prima, sabendo que Brandon Routh foi Clark/Superman no filme do Bryan Singer; as piadas de Mick para cima dela… Resumindo, Kara foi o coração desse crossover.

Legends of Tomorrow

E falando em coração, Martin teve que aprender a compreender o amar por sua filha, Lily. A forma como ele vai entendendo as coisas e conversando com Caitlin e Jefferson sobre a decisão de apagar ou não a “aberração” criada por ele mexer na linha do tempo ao falar para si que ele precisa se dedicar mais. Quando ele decidi manter Lily dá uma sensação deliciosa.

O mais interessante do episódio, e do crossover em si, é reforçar o espírito de equipe e ficamos na torcida para que isso melhore o desempenho das séries nesse quesito. Também torcemos para que a qualidade das tramas sigam esse rumo. Resumindo: Invasion! mostrou que Supergirl, The Flash, Arrow e Legends of Tomorrow tem um potencial sensacional, desde que foque bem nas tramas, faça o fan service, mas o mesmo com cuidado e para evoluir o roteiro…

Ponto altíssimo para a The CW e para a DC Comics!

Fico por aqui, comentem e to be continued