Juliana Paes, Marcelo Faria e Leandro Hassum protagonizam nova versão de Dona Flor e Seus Dois Maridos

Adaptação do clássico de Jorge Amado, Dona Flor e Seus Dois Maridos, com direção e roteiro de Pedro Vasconcelos, chega aos cinemas do Nordeste no dia 2 de novembro e no Rio e em São Paulo em data a ser confirmada, dentro do mesmo mês.

Confira:

O trailer traz os icônicos personagens Dona Flor (Juliana Paes), Vadinho (Marcelo Faria) e Dr. Teodoro (Leandro Hassum) e adianta, em cenas de paixão, sensualidade e comédia, o dilema de Dona Flor, dividida entre o amor de sua vida e o amor seguro. Além de encarnar Vadinho, o ator Marcelo Faria é também produtor do filme.

Obra de 1966, que já ganhou versões para o teatro e televisão, Dona Flor e Seus Dois Maridos estreou nos cinemas há 41 anos com direção de Bruno Barreto e com Sonia Braga, Mauro Mendonça e José Wilker nos papéis. A história mostra o amor tórrido entre Dona Flor e Vadinho, jovem de vida desregrada e amante de noitadas e jogatinas. De tanto cometer excessos, ele acaba morrendo de maneira precoce. Viúva, Flor se entrega a Teodoro, o farmacêutico da cidade e uma figura bem diferente de Vadinho: pacato, frio e metódico. Embora leve uma vida tranquila e confortável ao lado do novo companheiro, a professora de culinária sente falta dos momentos intensos ao lado do ex. Sofrendo a ausência de Vadinho, Flor começa a evocar sua presença, até que ele passa a lhe visitar em espírito, tornando a vida a três um tanto quanto confusa e tentadora.

Ambientado na Bahia da década de 40, o remake teve cenas rodadas no Pelourinho, em Salvador, e foi realizado com o apoio da família de Jorge Amado e do Governo da Bahia. O elenco conta ainda com Nívea Maria, Ana Paula Bouzas, Cassiano Carneiro, Fabio Lago e Duda Ribeiro. A distribuição é da Downtown Filmes/Paris Filmes e a produção da Reginaldo Farias Produções Artísticas, República Pureza Filmes e FV Produções.

Dona Flor e Seus Dois Maridos chega aos cinemas do nordeste em 2 de novembro e ainda aguarda data para o restante do Brasil.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.