Internet – O Filme | Crítica

Internet – O Filme (2017) vem nessa onda de filmes sobre YouTubers, e com YouTubers, que começaram invadir as telonas do Brasil. Diferente de É Fada (2016) e Eu Fico Loko (2017), Internet – O Filme é talvez o que mais se aproxima do estilo dos YouTubers em termos de edição de imagens, tomadas e piadas rápidas e desnecessárias. Afinal os gifs e tiradas, como por exemplo os óculos de turn down for what, estão presentes e servem para conectar quem vê com os vídeos da galera que faz o filme.

Foto: Paris Filmes

A produção tem uma trama roteirizada (fraca e que tem pouca função) onde os “atores” não interpretam eles mesmos, mas sim versões deles mesmos. Temos os YouTubers focados em games, os que são focados nas questões do dia-a-dia, os que usam cachorros para fazer vídeos, a menina que odeia YouTubers. É uma mistura de tudo que tem na internet hoje em dia e que só cresce e, claro, alguns com mais seguidores, outros com menos. Tanta na vida real quanto no filme.

Com uma lista gigante de web-celebridades, que devem somar milhões de seguidores, o filme une todos eles dentro de uma convenção fictícia de YouTubers em São Paulo. Assim, Gusta Stockler, Felipe Castanhari, Pathy dos Reis, Teddy, Polly Marinho, Thaynara OG, Gabi Lopes, Rafinha Bastos, Rafael Cellbit e, o único com habilidades de atuação no mínimo decente, Paulinho Serra participam de uma série de pequenas esquetes onde tentam conectar as tramas de uma maneira sem muita graça e digamos até bem forçada.

Pouquíssimas piadas se salvam e quando os personagens não estão rindo deles mesmos, ou das versões deles, estão pouco a vontade em cena. Talvez quem conheça e acompanhe mais a fundo os YouTubers talvez se sinta a vontade e entenda um pouco mais certos momentos do filme. A parte mais engraçada que dá para arrancar um sorriso é uma cena já no final do filme que justamente não é com um YouTuber conduzindo a cena e sim pelo cantor McCatra e parece ter sido tirada de um programa humorístico tipo Tá No Ar. É boa tenta fazer uma crítica e conectar com uma situação ou lugar comum.

Foto: Paris Filmes

Bem meninas no texto de hoje contamos um pouco sobre Internet – O Filme que tem um roteiro simples e fraco que não se sustenta 5 minutos sem uma forçação de barra ou uma piada ruim passando na tela. Se você é fã de algum deles vá no cinema e assista, se não for e não conhece ninguém, entre nas nossas críticas aqui do lado, ou aqui em cima, que você encontra algum filme bem melhor para assistir. Não deixem de curtir o Arroba Nerd nas redes sociais e dar RT nessa crítica quando ela for postada. Tchau!

Nota do Crítico:

Internet – O Filme estréia dia 23 de fevereiro.