How to Get Away with Murder | 5×08 – I Want to Love You Until the Day I Die

Sério mesmo, How to Get Away with Murder está conseguindo me deixar o mais desanimado possível com a série e encerrar o drama desse início de temporada assim foi frustrante. A condução é impecável, elenco sensacional, mas a trama em si não foi nada surpreendente, e as reviravoltas simplesmente bobas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Rodaram tanto para chegar no dia do casamento e quem é o mandante da morte do pai de Nate? Miller… Faltou muita explicação, apesar de achar que ainda vão descobrir que ele não é o mandante, mesmo que a todo instante de mostre fiel a Denver, e que a ira de Nate é que foi culpada no final das contas.

Bonnie foi sensacional do início ao fim. Ela ficou simplesmente fora de si ao se ver manipulada por Annalise e Miller e resolveu sair sozinha da situação e no fim foi ela quem deu o fim em Miller, pois ele estava arrebentado. Faltou um algo a mais nessa trama, e vamos ver como eles irão solucionar isso mais a frente.

Sobre Gabriel, o que colocou Laurel maluca e deixou Michaela avulsa, o tapa de Annalise em Frank acaba explicado, já que o rapaz é filho de Sam do primeiro casamento. Ele indo atrás de Annalise ainda não é explicado e fica para a próxima parte da temporada, mas ele invade a casa dela bem quando ela está vulnerável, já que se entregou a bebida, e ali ela vê Sam e não Gabriel.

E foi isso, o restante girou em torno do casamento, que foi bem fofo. Os pais de Connor fazendo o possível para agradá-lo, Oliver cantando de forma linda, Asher estragando tudo como sempre, e pegar a mãe de Connor deve render algo, enquanto Michaela ficou com o drama de Nate e Laurel com o de Frank e Gabriel.

How to Get Away with Murder precisa de algo muito bom para conduzir o restante da temporada em seu salto temporal, espero que saibam o que façam, principalmente que Peter Nowak mostre a que veio esta temporada. Viola Davis e Liza Weil simplesmente arrasaram.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.