How to Get Away with Murder | 5×02 – Whose Blood is That?

Em seu segundo episódio How to Get Away with Murder tenta correr algumas partes das tramas, mas somente Annelise e o drama de Bonnie com Nate investigando segue interessante, no mais continua sendo tudo sem sal, deixando os coadjuvantes ainda mais sem graça. Michaela, Oliver, Connor e Laurel estão insuportáveis.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Então vamos ao fato de que temos um drama bem bacana com Annelise, que precisa mostrar serviço na empresa nova e se vê jogada contra a parede, já que Emmett a quer tomando conta de um caso que ela acha insuportável.

O caso do episódio em si foi interessante, mais um caso de intolerância contra imigrante e minoria, o que acaba deixando Michaela em foco por conta do que fez com Simon, e isso deixa Oliver irritado. No fim eles conseguem revelar que foi o filho que matou a mãe achando que era a esposa dela.

Nate investigando a criança que está viva foi bem legal, e ele acaba usando o sentimento de Bonnie para manipular Miller e conseguir uma assinatura. Enquanto isso Bonnie precisa lidar com seus sentimentos e tentar mostrar a Annelise que ela está bem. Já Frank vai atrás de Gabriel, mas não consegue clonar seu celular, em busca de uma forma de saber o que ele procura se aproximando de Annelise e Bonnie.

Frank acaba manipulando uma jovem para expulsar Gabriel de casa e fazer o mesmo ir morar no antigo apartamento de Wes, que está sendo monitorado por ele.

Todo o drama dos alunos não empolga, principalmente Oliver colocando roupas coloridas para sujar a de Michaela, ou até mesmo a manipulação de Laurel para que Tegan a deixe colocar seu filho na creche da Caplan & Gold.

Ao menos o flashforward de 2 meses e meio adiante é interessante, pois vemos Bonnie suja de sangue e levando Christopher para o banheiro e ela sendo pega por Michaela e Laurel, que querem saber de Nate, o que nos mostra que as alunas não são a vítima, mas Michaela fica intrigada com o sangue nas pernas de Bonnie.

How to Get Away with Murder ainda não empolga, mas mostra que tem trama paa desenvolver seus personagens secundários, principalmente Bonnie, que vai ganhando uma nova dimensão em cima de seu próprio drama. Liza Weil está incrível!

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.