How to Get Away with Murder | 4×11 – He’s a Bad Father

E chegamos ao 11º episódio de How to Get Away with Murder, faltam agora 4 episódios para o fim da temporada, mas as atenções se voltam para o esperado crossover entre as incríveis Annalise e Olivia, de Scandal, só que infelizmente as tramas estão focadas totalmente em cima de Laurel e sua família… O “Show da Laurel” aqui continua com a chegada de sua mãe, Sandrine (Lolita Davidodich).

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Laurel explica que Sandrine tinha Dominic como um filho, o que deixa Frank sem jeito, mas logo que a conhecemos vemos uma mulher que aparenta estar destruída e no caminhar do julgamento da guarda do filho de Laurel, ela demonstra um pouco de sua instabilidade ao ser pressionada por Annalise e assume que ela não cumpriu o papel de mãe Laurel, mas sim o contrário, pois sua filha quem cuidou dela a maior parte de sua vida por conta das crises.

Jorge tenta abrir os olhos de Laurel, que só quer tê-la ao seu lado, e vamos apenas ligando os pontos, pois até Frank começa a se perguntar das intenções de Jorge. A questão é que Laurel está abalada, Sandrine não é nada confiável, e para piorar, depois que Jorge consegue a guarda, descobrimos que Wes ligou para Dominic, mas ele teve um encontro bem misterioso e não foi com o pai, muito menos com Jorge, mas sim com Sandrine.

Parece que a mãe de Laurel, por mais que tenha essa personalidade mais fragilizada, cheia de sorrisos, é mais perigosa do que aparenta, e pode ser por conta de seus problemas. A forma como ela trata Frank por ele estar próximo da filha também é bem conflitante.

E o julgamento trouxe outro problema: Isaac. O homem que faz de tudo para ajudar Annalise acaba sendo despedaçado diante dos olhos dela pelo advogado de Jorge e deve se afundar nas drogas. Tudo indica que a morte de Stella tem mais segredo do que já imaginávamos e espero que nos aprofundem nisso, pois deram ideia de que ele abusava da garota.

Michaela ficou um pouco mais avulsa aqui, ficando apenas com umas piadas de Frank sobre o fato dele querer agradar tanto Sandrine. Já Bonnie começa a parecer uma provável vítima de algo maior. Primeiro vemos Denver conversar com Jorge sbre ela e agora ela descobre que seu computador está sendo rastreado, e até invadido.

Oliver, Asher e Connor começam a ajudar Annalise nos casos que ela quer usar como frente da defensoria e o caso escolhido é do Sr. Lahey, pai de Nate. Gostei de ver mais sobre o amor de Annalise e espero que adentremos mais na relação deles. Agora é ver se ele é culpado ou não e como Annalise lidará com isso, e até acredito que este será o caso que a levará até Olivia.

Nate e sua relação com o pai também se mostra complicada, o pai não está muito bem, e o fato dele ser um investigador acaba deixando ele ainda mais fora de si. A cena dele chamando o filho de porco foi bem intensa, e da mesma forma adorei o desespero dele procurando a foto do filho, se apegando as suas lembranças.

Espero que How to Get Away with Murder melhore a condução de seus dramas, pois o de Laurel está ficando enfadonho já, mesmo que envolva a promotoria e sua ligação com Jorge.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.