How to Get Away with Murder | 3×05 – It’s About Frank

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Focada no passado de Frank e sua relação com Annalise e Sam, How to Get Away with Murder arrebenta em roteiro e atuação, fazendo Charlie Weber mostrar o melhor de si, Viola Davis dar o seu show, e ainda evoluir todas as tramas para o desenvolvimento do que tem por vir, uma vez que agora falta pouco tempo para o ponto de virada da trama.

PASSADO OBSCURO

Gostei de ver que Frank é amigo de uma amiga da prima de Sam (não necessariamente isso, mas deu para entender o motivo dele querer ajudar o “delinquente”) e como ele colocou Annalise para ficar de frente com ele e entender que o rapaz precisava de ajuda. Ver essa conexão entre eles é muito boa, principalmente ao entendermos como eles chegam ao ponto inicial da 1ª temporada e todos os segredos que Sam e Frank precisam guardar.

Annalise e toda a sua jornada para engravidar de Sam é bem intensa, vamos da mudança para a casa nova, até o doloroso interrompimento da primeira gravidez, até a descoberta da gravidez e a perda no acidente causado por Frank. Reforçar isso nos faz dimensionar os sentimentos dela pelo garoto que ela ajudou a tirar da prisão até o homem que ficou ao seu lado a todo instante.

DRAMAS

Os dramas são continuados e logo de cara vemos Annalise ido aos encontros do AA e dando de cara com Soraya. A reitora da universidade até acredita que aquilo daria uma conexão entre as duas para se entenderem quanto as funções de Annalise e seu afastamento, só que pelo contrário, ela quer mais é voltar a sua rotina, nem que continue o processo. E para lhe ajudar, descobriu que quem estava espalhando os panfletos era Karim, e com isso em mãos ela pode falar que a universidade não fez o possível para descobrir quem lhe denegria.

Focaram bem no drama de Michaela e sua origem, mas precisam aprofundar mais a questão e também dar mais espaço a Asher. Os momentos deles estudando para a clínica de estudos focou mais na parte hilária, e foi dali que Michaela roubou o notebook de Karim e descobriu que ele quem espalhava os panfletos.

Bonnie e Frank mostram uma conexão sensacional, com direito a uma noite de amor e depois o abandono. A dor de Bonnie foi sincera ao ver que foi largada, mas não sabemos os sentimentos de Frank. Ao mesmo tempo Laurel e Wes voltam a se conectar, pois ele acredita que Meggy merece coisa melhor do que a bagunça que é sua vida.

FLASHFORWARD…

Os flashforwards continuam eletrizantes, pois sabemos do risco da gravidez de Laurel, Meggy está passando informações, só que Oliver não consegue falar com Connor e não sabemos o paradeiro dele, Asher nem Wes… Já Bonnie consegue falar com Michaela, que descobre sobre a gravidez da amiga e nos mostra sua relação com sua mãe adotiva.

A cada episódio de How to Get Away with Murder ficamos mais intrigado e essa teia montada por Peter Novalk está sensacional.

Fico por aqui, comentem e to be continued