How to Get Away with Murder | 3×04 – Don’t Tell Annalise

E continuamos intrigado com o destino dos personagens de How to Get Away with Murder em seu flashback, e já descobrimos o primeiro aluno a sair vivo da casa em chamas. Além disso, maravilhoso ver de certa forma o desfecho da história de Bonnie, e isso interligando com o drama do jovem cliente…

ASSÉDIO?

Adorei ver Asher a frente de um caso e não daria para ser diferente. Ele conseguiu se complicar, suar inteiro e quase colocar o garoto em problemas. A história dos roubos cresceu bem, todos os professores do lado do menino, e então descobrimos que ele estava fazendo aquilo para guardar um futuro para o filho que ele teria, e é aí que entra Bonnie.

Tudo bem que ela entra por conta de Annalise ter sua licença da ordem suspensa, mas a tratativa dada ao caso foi ainda mais pessoa. Quando vemos que o assédio do menino era de uma das professoras, ela acaba levando para o lado pessoal, e mesmo que o menino não entende sobre o assédio sofrido e só pense na criança que irá nascer. Bonnie não deixa levar isso em conta e faz o melhor para o menino, sem pensar nas consequências, como a criança ir para lares adotivos, o que o pai não gostaria, por sofrer indo de lar em lar…

Bonnie ainda teve tempo de descobrir por Laurel que Frank foi quem matou seu pai, uma vingança por tudo o que ele fez a advogada sofrer na infância. Seu pai estava preso por pedofilia e morreu com os pulmões queimados ao respirar um ácido que Frank colocou. E na construção, quando Frank pega o cilindro, acreditei que ele fosse usar para explodir a casa de Annalise… Amo esses enganos, fugindo de algo óbvio.

A ALCOOLISTA

Annalise foi com tudo para cima de Soraya, deixando claro que não irá perder a licença, muito menos as aulas, e ainda com o conhecimento de que foi um dos doadores da universidade quem vazou o vídeo dela dando um tapa na cara de seu último cliente. Esperei que Soraya não fosse reagir, mas teremos uma briga de leoas…

Para ajudar, Eve está indo embora, irá largar tudo para viver um amor verdadeiro, algo que Annalise não será capaz de lhe entregar. Vemos também que nem com Nate ela é capaz de se abrir, perdendo mais um amor, mas não sem antes usar suas acusações dela ser alcoolista a seu favor, podendo evitar assim a perda de sua licença. O questionamento de Annalise para eles não poderem dormir com outras pessoas, levou Nate a dormir com Rene.

E falando em sexo, vemos que Connor está com sua conta no Humpr ativíssima, saindo com metade do campos, e parece fazer isso numa tentativa de atacar Oliver. Achei bonita a conversa dos dois, e a forma como foram sinceros. Oliver não tem essa vida ativa por medo do HIV e Connor tenta lhe deixar mais seguro, mas ele não sabe como é ter o vírus, as inseguranças e incertezas. Foi bem bacana.

Sobre Wes e Meggie não temos o que falar, pois o casal é insosso e não mostraram a que veio ainda.

FLASHFORWARD

E então temos mais um flashforward. Bonnie corre para avisar a Annalise que mais um corpo saiu da casa, mas este está vivo, e logo ela e Oliver correm para o hospital para descobrir quem é a pessoa, mas não conseguem nada. Então vemos Meggie chegando com os exames e a constatação de que a pessoa está grávida, mas se choca ao perceber que quem está na maca é Laurel.

Com uma temporada mais intensa, How to Get Away with Murder vai explorando as nuances de Annalise e mostrando ainda mais seu lado controlador, perdendo aos poucos as pessoas que ama por não saber lidar com elas.

Fico por aqui, comentem e to be continued