Historietas Assombradas – O Filme | Crítica

Baseada na animação Historietas Assombradas (para Crianças Malcriadas) exibida na Cartoon Network e na TV Brasil, Historietas Assombradas – O Filme (2017) consegue nos trazer para o universo que Victor-Hugo Borges criou sem haver a necessidade de conhecer a série animada para nos fazer uma imersão deliciosa e nos envolver com cada um dos personagens, principalmente com a estourada Vovó Ramona.

A trama desta animação é simples, mas muito bem conduzida. Aqui acompanhamos as aventuras de Pepe se seus amigos Marilu e Gastón atrás de encontrar vovó e Guto, enquanto no caminho buscam achar os pais de Pepe, que teve que fugir e deixá-lo com a vovó, pois monstros queriam usá-lo para fazer uma poção que os dariam vida eterna. Mas o caminho de Pepe é cheio de descobertas e aventuras, que o força a sair um pouco da caixinha, mesmo na maior dificuldade, devido o seu ego.

A animação é dividida em atos muito bem escolhidos, indo da descoberta para o início da jornada e tudo cheio de mistério, alegria e gatos! Os gatos, espécies de Minions da Vovó, são um achado para a animação e cada segundo deles em cena é cheio de energia e diversão, da mesma forma como são a interação de Pepe com seus amigos, mesmo que ele sempre puxe tudo para si, sendo o centro das atenções, mesmo quando Marilu quer lhe contar seus dramas. É divertido no começo, mas depois já torcemos pela mudança do personagem.

As vozes se encaixam nos personagens como “dedo no nariz”, fazendo uma analogia que se encaixa com o humor do filme, e Charles Emmanuel brilha seja como Pepe, seja como seu amigo Roberto, enquanto Nadia Carvalho dá um toque todo especial a Vovó, que nos apaixona com seu jeito forte, ao mesmo tempo doce, tudo entregue com sua voz.  Iara Riça dá um tom delicioso para a amiga Marilu, que apenas incomoda demais com o barulho exagerado de seu sapato. Já Guilherme Briggs é fora da caixinha, o dublador sempre e destaca em qualquer personagem com seu vozeirão.

A motivação do vilão acaba envolvendo o amor por sua família, mas ele tem problemas com o pai e acaba se ligando a Marilu, a resolução das tramas é rápida, e a jornada traz momentos que realmente podem assustar os menores, principalmente os que envolvem os momentos nos pedalinhos. E podemos ressaltar aqui o capricho nos detalhes do filme, cada movimento dos cenários e de seus personagens são incríveis.

Por fim, o ponto alto da animação é sua trilha sonora, que logo no início nos remete a deliciosa animação de Haloween do Tim Burton O Estranho Mundo de Jack, mas aos poucos se acha em uma personalidade própria e nos envolve em cada melodia escolhida para a produção.

O mais gostoso em Historietas Assombradas – O Filme é que quando termina a projeção estamos com um sorriso sincero no rosto, pois história, animação e suas piadas se encaixam de uma forma incrível e nos faz querer voltar e assistir mais desse universo que Borges criou e com roteiro de Pedro Aguilera e Vitor Brandt.

Historietas Assombradas – O Filme chega as salas de cinema nacional no dia 02 de novembro.

Nota do Crítico:

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.