HAL | Resenha

Baseado no filme de mesmo lançado em 2013 no Japão, HAL traz uma história de amor um pouco as avessas e com uma mistura intensa de ficção científica. Com os traços de Umi Ayase, a obra lançada aqui pela Panini Comics, é uma homenagem da autora ao filme.

A história é simples e até bonita, mostrando a vida do robô Q-01 tomando o lugar de Hal, que após ser morto, precisa voltar para trazer o sorriso de volta ao rosto de Kurumi. Sua missão é complexa, pois ele precisa assimilar as emoções humanas antes de fazer Kurumi sorrir.

Tudo é bem aprofundado, indo da convivência com Kurumi, os desejos escondidos nos cubos mágicos, as conversas com os médicos, mas o melhor é como a história acaba caminhando para um rumo tão singelo, abrindo questões sobre amor, carinho e o valor das coisas para as pessoas.

A edição brasileira em volume único é simples, não possui páginas coloridas, mas lindas imagens e um marca página. Acredito que este tenha até sido um fator para o bom preço do mangá.

Sobre a história em si, a mesma é instigante e até bonitinha e a medida que vamos vendo o esforço de Hal e os amigos de Kurumi em fazê-la sorrir, a trama vai se abrindo e tendo um outro panorama. A virada do roteiro para os seus momentos finais é bem confuso e quando acabamos a edição ficamos com cara de “o que aconteceu aqui?”.

Espero que você curta o mangá, eu até gostei da maneira como Ayase evolui a trama e a leitura, somada ao desenho é bem agradável, mas a trama em si, mesmo tratando de valores bem interessantes, se torna bem confusa em seus momentos finais.

FICHA TÉCNICA

Título: HAL
Autora: Umi Ayase
Editora: Panini Comics – Planet Mangá
Ano: 2017
Gênero: Fantasia, Ficção Científica
ISBN: 978-85-426-0737-6