Goosebumps 2: Halloween Assombrado | Crítica

Goosebumps 2: Halloween Assombrado (2018) é uma daquelas sequências que não são efetivamente uma continuação da história já contada e esse segundo filme acaba por ser mais um novo capitulo dentro de uma franquia.

Aqui temos uma trama à parte do primeiro filme mesmo que tenha algumas conexões o longa que tinha os atores Dylan Minette e Jack Black nos papéis principais. E esse novo filme começa a história com novos personagens, um novo livro mas com o velho e bom boneco Slappy de volta!

Goosebumps 2: Haunted Halloween movie review crítica
Foto: Sony Pictures

Na trama, conhecemos a estudante e aspirante a escritora Sarah (Madison Iseman, esforçada) que precisa entregar uma redação para entrar na faculdade e vive com sua mãe Kathy (Wendi McLendon-Covey, hilária) e seu irmão Sonny (Jeremy Ray Taylor) numa típica cidade do subúrbio americano onde como em um bom filme do gênero se prepara para comemorar o Dia das Bruxas com a cidade em ritmo de feriado, casas decoradas, crianças com fantasias e abóboras para todos os lados.

O começo de Goosebumps 2 é como se o filme fosse um grande piloto de uma série de tv, onde conhecemos os personagens, seus problemas e dinâmicas. Tudo bem mastigadinho. A dupla de amigos Sonny e Sam (Caleel Harris) sofrem bullying na escola, a mãe solteira flerta com o cara do mercado e Sarah sofre entre os estudos ou sair com o namorado mas o Halloween desse pessoal será diferente esse ano quando Sonny e Sam entram numa casa vazia e encontram um baú, um livro antigo e um boneco de marionete.

Goosebumps 2 halloween assombrado crítica
Foto: Sony Pictures

Até ai, Goosebumps 2 poderia ser um filme sobre crianças-no-subúrbio-americano como outro qualquer mas a inclusão de Slappy, o marionete que fala e tem poderes, deixa a trama com ares das produções como Abracadabra (1993) e Conveção das Bruxas (1990), onde o boneco coloca seu plano em ação: dar vida para os objetos de Halloween. Assim, a cidade onde os personagens vivem é tomada por Cavaleiros Sem Cabeça, Bruxas com vassouras e abóboras falantes. E os três personagens precisam descobrir um jeito de impedir o boneco do mal de continuar seu plano.

Goosebumps 2 é extremamente infantil mas é assustadoramente divertido. O filme acerta numa leveza para contar uma história de Halloween bem humorada. Claro, as melhores atuações ficam com os adultos, a mãe e o vizinho interpretado pelo ator humorista Ken Jeong roubam a cena. Tirando algumas conveniências do roteiro, que é bem simples e em muitos momentos raso igual um pote pequeno de doces, o longa acaba por entregar uma história bem feita que pega carona em produções antigas e ainda nos fenômenos atuais como It – A coisa (2017) e Stranger Things (Netflix).

No final, Goosebumps 2 é uma boa pedida para as crianças e para aqueles que gostam do tema de Halloween num filme sem muita intenção de ser assustador demais ou fingir ser mais sombrio do que é efetivamente!

Nota do Crítico:

Goosebumps 2: Halloween Assombrado chega nos cinemas em  11 de Outubro

 

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales