How to Get Away with Murder | 3×14-15 – He Made a Terrible Mistake / Wes [Season Finale]

E em dois episódios de uma vez para não nos deixar tão ansiosos para a finale, How to Get Away with Murder concluiu a trama de seu 3º ano revelando o assassino, ou melhor, assassino e mandante, de forma a nos deixar intrigados em qual seria o motivo de tudo isso. Sabemos que há, de certa forma, uma grande lealdade entre os personagens, mas eles precisam aprender a gostar mais de si e do outro, e evitar maiores problemas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Durante todos os episódios ficamos acompanhando a correria de Annalise e equipe atrás de uma forma de se livrarem da acusação da morte de Wes, mas acima de tudo isso, de evitar que todos eles fossem arrastados juntos nas mortes de Lyla, Sam, Rebecca e tudo mais… A saída? A mensagem de voz deixada por Wes antes de morrer, o que revolta Laurel.

Na mensagem Wes declara que foi praticamente o responsável pela morte de todos e trabalhando nessa linha, Annalise, Bonnie e Frank acabam conseguindo se livrar das coisas, pois o rapaz acaba sendo declarado culpado, mas antes disso Annalise ainda colocou sua avó contra a parede… Isso aí Wes não era filho de Daniel Mahoney, mas sim de seu filho, Charles! Fiquei bem chocado, e foi tenso ver Annalise colocando ela contra a parede.

No mais foi uma sucessão de momentos importantes para alguns dos personagens, e aqui foi o de Connor. Vê-lo desesperado por ter encontrado Wes morto, ter tentado evitar sua morte e quebrar uma costela nas tentativas, e ainda quase ser pego por Laurel, foi muito complicado para sua cabeça, por isso sempre ele buscava culpar Annalise pela culpa de tudo. Ele tentou se matar algumas vezes por ter tudo isso em sua cabeça, e foi uma ótima explicação para suas atitudes.

Agora, a questão é que para finalizar a temporada, a forma como chegam nos mostram os culpados foi bem sem sal, pois abriu uma nova ressalva. De primeira a gente até fica chocado, mas depois ficamos buscando motivações para tais atitudes. A questão de Denver ter sido comprado e também comprado investigadores e tudo mais, foi bem colocado e resolvido com ele ficando contra a parede e Nate indo para cima, mas tem vários poréns no real assassino de Wes e sua ligação com Laurel.

Vemos Laurel um pouco mais tranquila, de boa com Michaela e até Asher um pouco mais sério depois de dizer a Michaela que a ama, a questão é que temos a chegada de Dominick… Este é o rapaz que passava informações para Denver e ao mesmo tempo é um grande amigo dela, e só então descobrimos que ele foi enviado pelo pai de Laurel para matar Wes.

O que ficamos na dúvida é: qual a intenção dele? O pai de Laurel pode ter enviado Dominick para matar Frank, mas este confundiu as peças, pois ela já tinha terminado com o bad boy e iniciado a relação com Wes. Há muito o que se pensar, mas achei uma peça encaixada de última hora, que nunca nos foi levada a ela durante a temporada. Uma surpresa? Sim, agora quero mais respostas…

How to Get Away with Murder está interessante e cada vez mais instigante, mas Peter Nowalk e Shonda Rhimes precisam traçar um novo foco em seu 4º ano. Seu elenco continua brilhante e bem conectado, liderado maravilhosamente por Viola Davis que se entrega inteiramente a sua personagem.

Fico por aqui, comentem e to be continued