Game of Thrones | 8×01 – Winterfell

E depois de uma looonga espera eis que Game of Thrones finalmente está de volta!!! Mas sem meus elefantes…

A série voltou para finalizar suas tramas e encerrar a narrativa iniciada baseando-se nos livros de George R.R. Martin, mas que ao alcançar as suas publicações teve que enveredar por outros caminhos, estes que David Benioff e D. B. Weiss teve que se basear nos manuscritos e ideias do autor da obra para os próximos livros, The Winds of Winter e A Dream of Spring, que além de não terem sido lançados, não há a menor previsão para isso.

E é aí que há muitas reclamações, pois por mais que queiramos saber como ficará a disputa do trono, que agora está em segundo plano, somente com Cersei focada nisso, parece que muitos acontecimentos são saídas fáceis, e até “fanfics” para gradar os fãs.

Só que é fato que já queremos saber como as coisas irão acontecer, mesmo que este episódio tenha sido mais focado em reunir o povo em Winterfell e nos mostrar os caminhos que a guerra levará.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Todo o exército de Daenerys chega a Winterfell, causando estranheza no povo, que tinha Jon como Rei do Norte, mas este veio ajoelhado a uma rainha que eles não dão apoio. Até mesmo Sansa fica com um pé atrás com as atitudes do irmão, mas os recebe. Fato é que Daenerys e Jon estão cada vez mais unidos, e deixam vários membros de sua corte de lado, como Tyrion, Varys e Davos.

Daenerys e Jon estão cada vez mais apaixonados e tomando decisõe sque não devem agradar a todos, mas que tem de ser tomadas, ainda mais com a Muralha aberta e o Rei da Noite descendo para o sul, deixando corpos e caminhantes por seu caminho. Tanto que Tormund e Beric encontram o jovem da casa Umber morto e pendurado na parede, mostrando que o Rei já está na região.

Fora isso tivemos vários reencontros e verdades sendo expostas, como Sansa falando com Tyrion que o achava mais inteligente, pois ele acredita que Cersei mandaria os Lannister para o Norte. Ou até mesmo a parte mais cômica de Jon e Daenerys se “esquentando” na frente dos dragões.

Gostei do reencontro de Arya com Jon, foi um momento bem fraternal e mostrou como a garota está sorrateira em seus passos. O encontro dela com Gendric também foi bem interessante, não só por ela pedir para ele criar uma arma com aço valeriano para ela, mas por ter um clima estranho e interessante entre eles.

Sam fazendo pedidos a Daenerys por ela estar satisfeita com o que ele fez por Jorah só foi intenso por finalmente ele entender que a guerra trará perdas, mas que a rainha praticamente dizimou sua linhagem ao matar seu pai e irmão por se rebelarem contra ela.

Esse sentimento de raiva, somado a pressão de Bran, o faz se encontrar nas ruínas de Winterfell com Jon para lhe contar a descoberta sobre sua linhagem. Jon é filho de Rhaegar e Lyanna, sendo o 6º de seu nome, e assim sobrinho de Daenerys. Ainda quero ver como isso irá se desdobrar, pois agora ele é alçado Rei legítimo…

O último momento do episódio foi a chegada de Jaime sozinho a Winterfell e dando de cara com Bran em sua cadeira de rodas…. Quero ver se haverá uma conversa sincera entre eles, e como ele sairá dessa.

Em Porto Real temos a chegada de Euron e a Companhia de Ouro para ajudar Cersei, mas sem os elefantes que ela queria. São mais de 20 mil homens, e com Yara no calabouço para evitar que o povo da Ilha de Ferro se rebele contra ele. Só que Theon finalmente mostra que tem fibra e resgata a irmã, para que ela possa corrigir os erros na Ilha de Ferro, enquanto ele luta pela terra no norte ao lado de Jon.

Euron teve momentos bem interessantes com Cersei, mostrando que ele acha que a doma, enquanto ela se diverte com o jeito impetuoso dele. Wyburn, a Mão da Rainha, traça bem os planos dela, mas nada é mostrado ainda mais que eles não tem detalhes do que acontece ao norte, pois decidem não agir contra o Rei da Noite, não no momento. A dúvida que fica é até onde Bronn irá por poder, já que ele era companheiro de Tyrion, e agora tem a missão de matar tanto o amigo, quanto Jaime, com um arpão, da mesma forma que Tywin foi morto pelo filho.

Game of Thrones voltou desenhando suas tramas e colocando suas peças no tabuleiro. Nada além disso foi mostrado direito, mas não há como não ficar ansioso para entender cada jogada deste desfecho.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.