Game of Thrones | 7×05 – Eastwatch

E não tão rápido quanto a passagem de tempo e troca de informações por Westeros, finalmente assisti ao episódio da semana de Game of Thrones. Mesmo com muitos problemas envolvendo passagem de tempo do roteiro e como isso convém à produção, além da edição que não trabalha isso de forma a nos deixar mais confortável, o episódio foi interessante e trouxe momentos que tendem a ser definitivos para a temporada.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Daenerys acaba por colocar todos em seus devidos lugares, enquanto Bronn escapa com Jaime para correrem a Porto Real e avisarem Cersei sobre os dragões. Par trás temos o exército agora ajoelhado perante a rainha dos dragões, menos Lord Tarlly e seu Dickon, que acabam queimados por Drogon. A reação de Tyrion com Daenerys indo contra sua sugestão de não destruir uma casa, mesmo que ainda tenha Sam e sua família em sua casa, é sensacional.

De volta a Dragonstone, Tyrion acaba conversando com Varys e ambos ficam tensos com a situação que Daenerys os colocam. O engraçado é que aqui o tempo é mostrado que passou através de Bran, que dentro de um corvo acaba indo além da Muralha e dando de cara com Rei da Noite que já está no castelo mais ao leste, no ponto mais frágil da muralha, o Atalaialeste. Fica evidente que Rei da Noite já tem um exército considerável e apenas calculando os próximos passos…

Foto: HBO

Jon e Daenerys ficam cada vez mais próximos, com direito ao bastardo se aproximar até mesmo de Drogon em um toque que a deixa boquiaberta, mas com a descoberta de que seus irmãos estão vivos e que o Rei da Noite está cada vez mais próximo, ela acaba cedendo a ele a volta para casa. Outro ponto é a chegada de Jorah, que surpreende a todos e ainda coloca mais um grande aliado ao lado de Jon, e ainda o vemos perceber a troca de olhares entre Jon e Daenerys, e mais uma vez não poder expor o seu amor.

Ainda com muito acontecendo, vemos Cersei contar a Jaime que está grávida e ainda contar sobre a carta do norte, falando da movimentação dos mortos-vivos. Tudo é tão cheio de detalhes, mas com um espaço de tempo tão mal explicado, que temos até Bronn levando Jaime até Tyrion e este conversando sobre a situação e deixando claro que irão trazer algo que comprove o problema que vem do norte.

Enquanto Tyrion está em Porto Real, Davos acaba encontrando Gendry, filho bastardo do Rei Robert e leva mais um para o lado de Jon.

Com toda essa trama desenhada e sem sabermos quais serão os passos da guerra entre Daenerys e Cersei, todas as questões agora se voltam para o norte, com direito a uma longa jornada até os Patrulheiros e Jon, Jorah, Davos, Gendry, e agora reunidos a Irmandade dos Sem Bandeira, que tem Cão, Thoros e Beric…

Mas Winterfell não foi esquecida. Arya tem uma conversa cheia de nuances com Sansa, principalmente por conta da irmão não defender Jon diante dos lordes do norte, mas é Mindinho quem mexe os dedos e consegue a carta que Sansa foi obrigada a escrever ao norte e fazer a mesma cair nas mãos de Arya. Tudo isso é importante para ele manter Sansa em suas teias e assim ter o poder de comandar o norte. Espero que Arya não caia nesse jogo tão cretino…

Foto: HBO

Já na Cidadela vemos Sam bater de frente com seu Arquimeistre e os Meistres, principalmente por eles não acreditarem na história dos Outros contada pelo meistre Wolkan de Winterfell e por ele mesmo. Sentindo-se renegado, mesmo com a cura de Jorah em suas mãos, ele arruma tempo para brigar com Gilly, mesmo com essa mais uma vez tocando no passado, onde comenta da separação de Rhager e Elia Martell e um novo casamento dele com uma mulher em Dorne, mas Sam acaba ignorando a passagem, pois ele resolve fugir da Cidadela levando consigo inúmeros pergaminhos a serem estudados na busca de como vencer os Outros.

Assim, Game of Thrones mais uma vez corre com sua trama, não explica as passagens de tempo, as comunicações são ocorridas de forma quase simultânea, o que acaba tornando-se incômodo aqui, mesmo que isso seja uma forma do roteiro avançar, já que nos restam apenas 8 episódios para concluir toda a trama da série.