Future Man | Primeiras Impressões

Seria Future Man uma série a frente do seu tempo? Talvez. Ela tinha tudo para dar errado, mas conseguiu unir alguns elementos fundamentais para uma produção nos dias de hoje dar certo: protagonistas carismáticos, um bom roteiro e uma história cativante. E a comédia que chega por aqui pelo canal FOX Premium tem tudo isso.

Com 13 episódios, Future Man mistura comédia com ação, aventura e bastante sci-fi e seu protagonista Josh Hutcherson, da saga Jogos Vorazes, é o grande destaque aqui. Como Josh Futturman o ator consegue comprovar seu talento e apresenta uma atuação empolgante, divertida e totalmente inesperada. Na série Josh, trabalha no setor de limpeza de um centro de pesquisa, não tem muita perspectiva de carreira, é tímido e mora com os pais. Mas onde ele é muito bom é no jogo The Biotic Wars, onde é o número 1 no ranking global e para ele isso já basta.

Foto: FOX Premium

Sua vida muda completamente quando os personagens do jogo aparecem em seu quarto e querem recrutá-lo para salvar a humanidade que está em perigo lá no futuro. Isso acontece quando ele chega na fase final e descobre que na verdade o jogo era tipo um treinamento do futuro, com o objetivo recrutar seres humanos capazes de deter a iminente invasão que pode acabar com a vida na Terra. Assim, Josh precisa lidar com Tiger (a ótima Eliza Coupe) e Wolf (Derek Wilson) que não sabem nada sobre como viver nos tempos atuais, enquanto eles partem para uma missão para (tentar) salvar a humanidade.

Future Man é uma das melhores coisas que estrearam esse ano. O timing cômico da produção é fantástico e as piadas soam natural e funcionam muito bem dentro do contexto da série. As cenas de ação são muito bem feitas e para uma série de TV os efeitos são bem impressionantes. Um dos destaques é que a comédia consegue colocar muitos easter-egg de outras produções e nisso a série é uma máquina de referências desde De Volta Para o Futuro, até os filmes Matrix, O Exterminador do Futuro e claro Michael Jackson. Tudo isso é jogado de forma tranquila e nada muito gritante para quem conhece e consegue capitar essas referências, o bacana também é que elas não atrapalham o andar das cenas para quem acaba não conhecendo ou não prestando atenção logo de cara. Nos episódios liberados para a imprensa, a trama flui de maneira bem interessante e a apresentação dos personagens acaba sendo de forma bem tranquila.

Para os amantes de vídeo-games, Future Man é um prato cheio, afinal Josh está no vídeo-game que ele sempre jogou, mesmo que não seja tão talentoso quando sua persona online. Já Josh, o ator, acaba tendo um destaque ao conseguir amplificar a timidez de seu personagem e claro conseguir destacar aquele humor adolescente do roteiro que é muito presente nas comédias de Seth Rogen, como em Festa da Salsicha, Superbad: É Hoje e Vizinhos. Eliza como a Tiger a agente do futuro do cabelo roxo tem um timing cômico fantástico, a atriz consegue roubar as cenas onde aparece e a sequência da personagem fascinada com um bebê é uma das coisas mais engraçadas já feita. Derek Wilson como o soldado com cara de malvado da resistência deixa a trama com um ar mais sério e acaba por fazer um contra-ponto bacana com os outros colegas.

Foto: Fox Premium

O episódio piloto serve como uma bela introdução para a história e seus mistérios que devem se desenrolar ao longo da temporada e por ser um capítulo inicial ele corre com algumas coisas e deixa algumas tramas meio de lado, como por exemplo a situação do personagem principal com os pais e a relação dele com o trabalho. Mas é uma coisa que pode ser desenvolvida ao longo da temporada, já o episódio 2, Herpe: Fully Loaded é um clássico episódio de volta no tempo onde os personagens tem que se comportar e viver no passado (1969 para ser exato) e se virarem em uma época completamente diferente das deles. A produção acerta em deixar o foco variar entre a parte mais sci-fi com os temas de alteração no tempo-espaço, mudança nos eventos da vida das pessoas com piadas e humor mais juvenil e até meio bobas mas que não atrapalham o ritmo narrativo.

No final das contas, Future Man deve agradar os amantes de vídeo-games, a comédia tem uma trama costurada e conta com uns plots sem noção e personagens divertidos. É a clássica série com o tema do jornada do herói numa roupagem atual, engraçada e cheia de referências tanto para outras produções sci-fi quanto da cultura pop.

Future Man chega no Brasil em 28 de Novembro. A comédia será transmitida semanalmente às terças, 22h45 no FOX Premium.

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales