Frequency | 1×13 – Signal Kiss [Series Finale]

E chegamos ao último episódio da temporada de Frequency. A série teve seus altos e baixos, mas concluiu bem suas tramas, com direito a aceitação de morte e a vida de Raimy entrando nos eixos. Isso aí! Tudo voltou ao que era, mas de forma melhorada em alguns aspectos.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O pouco tempo de tela não resolveu algumas modificações na linha do tempo, como a explicação do homem que levou um tiro no peito do Nightingale e parecia ser importante para Raimy e Gordo, achei que fosse o pai do garoto, mas nunca saberemos.

Logo de início vemos Jules de volta, sendo uma médica e tomando conta de Meghan, mas no passado a garota descobre que seu irmão, Robbie, é o Nightingale e ele a mata sem saber como agir. Sua irmã era quem lhe dava mais forças em continuar a mentira que prometeu a Joe. No presente ele questiona sobre mudar seus hábitos, mas Joe deixa claro que perdeu sua vida para protegê-lo, então ele não deve mais agir.

Stan teve um momento importante, viu seu pai acusá-lo de ser corrupto, mesmo que ele não tenha seguido o caminho dos irmãos, e quando precisou, depois de descobrir que Frank tentou matar Joe, acaba se redimindo tentando salvar a esposa do amigo, mas é gravemente ferido por Marilyn, que o culpa por tudo o que aconteceu com ela e sua família.

Satch tem um final feliz com sua esposa, Leah, depois de ter seu passado modificado ao ver como Frank se esforçou para reerguer sua família.

Frequency

Frank teve uma vida feliz, até morrer de problemas no coração, mas viu a filha se formar na polícia. O desfecho de Nightingale indo atrás de Jules e Raimy foi intenso, pois o rapaz acabou ouvindo Raimy falando do futuro e lhe alertando que teria uma morte bem aterrorizante.

Com um desfecho simples, mas aberto para um retorno, Frequency foi interessante e instigante e tanto Peyton List quanto Riley Smith mantiveram-se incríveis em seus personagens. Conseguiram algumas saídas bem bacanas, fugindo um pouco do clichê e nos surpreendendo no final, mas faltou maiores explicações sobre essa janela aberta entre o passado e o presente.

Fico por aqui, comentem e to be continued

  • Mas aquele cara que levou um tiro era o pai do Gordo, dava pra reconhecer. Acho que só esqueceram de mencionar e cortaram essa parte.

    • Dan Artimos

      Eu não consigo aceitar que era o pai do Gordo e não arrumaram um tempo pra explicar algo… Foi muito corrido os momentos finais :'(

    • Dan Artimos

      Eu não consigo aceitar que era o pai do Gordo e não arrumaram um tempo pra explicar algo… Foi muito…