Frequency | 1×01 – Pilot

Aposta de ficção científica da The CW, Frequency trouxe um piloto até que simples, onde nos apresentou bem sua história, nos envolveu em sua trama e tudo graças ao talento de Peyton List (FlashForward, The Tomorrow People). A série é inspirada no filme de 2000 de mesmo nome e desenvolvida pelo veterano Jeremy Carver (Supernatural, Being Human).

ALTAS FREQUÊNCIAS

Como eu disse, a história é simples: Raimy tem uma vida tranquila, noivando com Daniel e sempre amiga do vizinho Gordo e companheira da mãe, Julie. Seu pai foi assassinado 2 dias após seu aniversário de 8 anos e todos sempre o consideraram um homem sem escrúpulos… O problema é que em uma tempestade, o rádio que seu pai tinha começa a fazer uma estranha conexão com outro rádio e é aí que a vida de Raimy muda… E muda literalmente.

O rádio simplesmente conecta com a sua própria versão de 1996 e ela começa um papo com ninguém menos que seu pai, Frank. O desenrolar da história envolve ela incrédula com o ocorrido e buscando entender as mentiras em torno da morte de seu pai e do trabalho que fazia. Nesse meio ela acaba evitando que ele morra, enquanto tenta solucionar o caso de um assassino que matou a enfermeira amiga de sua mãe. O assassino Nightingale.

OUTRA TIMELINE…

Com a mudança da morte de seu pai, aos poucos Raimy vai se lembrando de uma vida que teoricamente não viveu, mas isso vem com graves consequências. Tudo bem que Frank sobreviveu a tentativa de assassinato e descobrimos que ele sempre foi inocente, mas a vítima do Nightingale acaba mudando e quem morre é Julie, sua mãe. Ela ainda jovem cruza com o assassino no elevador do hospital, quando vai visitar o pai. Se não bastasse isso, ela nunca conheceu Daniel, seu noivo, e passa a maior vergonha no restaurante onde deveria encontrá-lo.

Frequency

Querendo novamente mudar, para evitar que sua mãe morra, Raimy terá um novo problema a seu caminho, e resta saber se a morte de seu pai em 2011 em um acidente de carro, foi acidente mesmo, ainda mais que ele sabia dos podres de Stan Moreno, que o quis morto na timeline original.

Frequency não demonstra ter uma trama que possa ir muito longe, mas o desenvolvimento que a série dá em seu episódio piloto, juntando com o tema de ficção científica, me pegou de jeito e já amei a forte personalidade de Raimy. Além de List, o elenco de Frequency conta com Riley Smith, Devin Kelley, Mekhi Phifer, Lenny Jacobson e Daniel Bonjour.

Fico por aqui, comentem e to be continued