Evil | 1×11 – Room 320

E Evil retornou trazendo ainda mais mistérios e colocando uma enfermeira “demoníaca” caçadora de almas para tomar conta de David Acosta. O hospital maldito foi uma ótima forma de colocar David e ainda trazer Grace por uns momentos.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Ben e Kristen acabam focando em encontrar a pessoa que derrubou David e lhe deixou seriamente ferido. Gostei da entrada de Mira e como eles acabam se relacionando, assim como a reação de Kristen em saber que ela é a “segunda” em sua profissão ao lado do grupo.

O mais legal e Ben correndo contra o tempo e indo encontrar com a Rose390 e chegando ao mesmo homem que derrubou David foi bem intenso, mostrando que tudo está conectado, e agora, Leland finalmente está na lista de quem pode fazer algum mal a alguém.

David viajando com os remédios da enfermeira e como ela convence todos que eles estão loucos por conta disso, mas tirando-os do caminho na noite, foi bem intenso. A maldade presente, o clima de filme de terror, tudo foi bem colocado em cena.

Outro ponto que acabo gostando é esse clima de que tudo pode ser mentira, ou tudo verdade, esse pé no sobrenatural e nas investigações, podendo ser devaneio de David, ou só uma consultoria normal de Kristen.

Evil é um acerto enorme de Robert e Michelle King, e já sabemos que o títulos dos episódios escondem pistas sobre um mistério…

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.