Evil | 1×07 – Vatican III

Mais uma vez Evil expande seus dramas, e dessa vez coloca 3 especialistas do Vaticano para analisarem as profecias de Grace, mas principalmente para sondarem como David, Kristen e Ben se relacionam.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O episódio como um todo foi interessante, mas o exorcismo da mulher levava todos a crerem que ela realmente estava possuída e havia cometido inúmeros crimes em nome de Howard, uma das entidades que a possuía. A cada ida até lá, o esposo dela ficava mais estranho, até que após ser presa, David descobre que o marido era o assassino e a esposa sofria de uma esquizofrenia e assumia as histórias do marido para si.

Só que as coisas começam a expandir ainda mais, com Leland sendo descoberto ser um dos símbolos que David, Kristen e Ben descobrem em um pergaminho secreto que os 3 membros do Vaticano os mostram e que eles esperavam que Grace desenhasse a legenda.

Mas não é só isso. Leland acaba começando a convocar novos membros para seu clã e cada um deles tem o seu símbolo desenhado no pergaminho, como os 4 amigos que falam sobre as mulheres não fazerem o seu papel para com ele, sendo assim alguns incel; o próprio marido da mulher tinha um dos símbolos desenhado no rodapé de onde ele escondia as “lembranças” de seus assassinatos.

Mas David acaba descobrindo algo pior, seu pai assinava suas obras com um dos símbolos encontrados no pergaminho…

Evil começa a criar outro propósito maior para a temporada, mas deixando claro que Leland é o mau maior que irão lutar contra, só que para piorar tem sua relação com Sheryl, mãe de Kristen, que pode complicar tudo, até porque ele chega a dar um caderno com o símbolo de um porco com uma adaga para as meninas.

A cada episódio gostando cada vez mais de Evil, mostrando como os King conseguem nos prender em seus dramas, criando um drama com uma trama central sensacional, ao mesmo tempo que coloca “casos do dia” que nos mantém ligados.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.