Epic Games anuncia loja virtual nos moldes da Steam

Quem não conhece a Epic Games provavelmente devia estar em um bunker sem nenhum tipo de comunicação com o mundo externo, pois a empresa desde que lançou o game Fortnite simplesmente vem conquistando mais e mais os corações de gamers em todo o mundo e, obviamente, lucrando de forma inteligente e sem precisar apelar para métodos gananciosos. Mas vamos nos focar no assunto principal que é a divulgação por parte da Epic que esta pretende ter a sua própria loja virtual de jogos. Isto mesmo, a Epic resolveu desafiar o tio Gabe (Steam) e parece realmente focada em causar danos na concorrência.

De acordo com as informações divulgadas a Epic Games Store estará disponível para PC e Mac, e possivelmente para Android, já em 2019. E uma das artimanhas para tentar ganhar o apreço de desenvolvedores de games é que ela pretende ficar com apenas 12% do valor de venda de cada jogo, isto é, o desenvolvedor vai ficar com 88% do valor, lembrando que atualmente a Steam abocanha entre 20 a 30% do mesmo valor.

Outra coisa legal é que para incentivar o uso da Unreal Engine, 5% do valor sobre os royalties do uso desta serão descontados dos 12% da parte da própria Epic, o que é uma maneira de mimar quem já usa a engine em seus games ou aceno positivo para quem gostaria de utilizar a engine em seus futuros projetos.

Além disso, a Epic também pretende criar um relacionamento mais forte entre gamers e criadores de conteúdo, além de assumir a premissa que “Se você tem sucesso, nós temos sucesso“.

Agora vale lembrar que competir com a plataforma do tio Gabe não é tarefa fácil, visto que muita jogadores tem praticamente toda a sua biblioteca de jogos vinculada a Steam, e apesar do valor de divisão de lucros ser bem generoso por parte da Epic, cito o caso do itch.io que é uma plataforma de distribuição de jogos assim como a Steam e outros, com uma vasta seleção de jogos indies e que não cobra nada dos desenvolvedores. Cabe ao desenvolvedor decidir o quanto quer compartilhar com a plataforma. Mas no caso da Epic, esta conta com capital, além da força atual que a marca possuí, o bom momento da mesma no mercado e os movimentos acertados quanto as decisões do alto escalão dentro da empresa.

O fato é que competição é sempre bem recebida, visto que isto pode acarretar melhores preços para quem consome os jogos.

Mas para termos um quadro completo do que realmente a Epic pretende e como isto vai rolar de fato, só no dia 6 de Dezembro, durante o The Game Awards.

Erick Cartman

Um cara comum que passa seu tempo livre conferindo animes, filmes, games, kdramas, séries, livros e HQ's distópicas