DuckTales | 2×24 – Moonvasion! [Season Finale]

Como um grande megaevento, a season finale de DuckTales trouxe diversos momentos sensacionais para a animação, conseguindo entregar uma trama redonda, divertida, com drama na pitada certa, e ainda colocar todos os personagens para conversarem para depois entrarem em uma batalha no melhor estilo Vingadores: Ultimato.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Eis que General Lunaris realmente invade a Terra para ir atrás da família de Della Pato, como forma de retalhar o que ela fez na Lua, mas principalmente por ser ligada a Tio Patinhas. Lunaris está atrás de uma forma de chegar à Terra há anos, e o que se veem desde a época de seu pai, é que Tio Patinhas é um empecilho, e ele só aumentou com a chegada de Donald, Della, Huguinho, Zezinho e Luisinho e todos os amigos que estão ao redor deles.

É muito bacana ver Patinhas imaginar todas as suas armas para derrotar o povo da Lua, enquanto Professor Pardal só desanima falando que todas foram desativadas, enquanto ele resolve usar Lampadinha como comunicador, e seus clones como guerreiros, dando espaço para todos em cena.

A reunião de Patinhas com todos os seus aliados, Patilda, Leopoldo, Capitão Bóing, Robopato e Mama Cabrera, Darkwing Duck que ninguém conhece e não dá a mínima, Lena e Violeta, os irmãos à obra, e até a bibliotecária, foi sensacional. A chegada deles à mansão em uma batalha foi épica!

Só que enquano eles não dão conta, gerando baixas e ficando somente Patinhas, Capitão Bóing e Madame Patilda, resta a Pão-Duro MacMónei gerar um plano, pois Della e seus filhos estão indo ficar seguros…

Della colocou em prática o plano de deixar sua família o mais longe de tudo isso, tanto que ela não ajuda D’jion e não consegue abrigo no Olimpo, mesmo que Sócrecule queira ajudar, mas Zeus e Selena ficam de fora.

A chegada à uma ilha misteriosa foi o mais empolgante. Referências a O Náufrago não pararam um minuto, e amei ver Donald “penudo” e com um amiguinho para conversar, na melhor referência ao próprio Mickey, uma forma de colocá-lo como consciência e voz mais tranquila de Donald. Só que é o reencontro cheio de lágrimas com Della que emociona.

Adorei os meninos sacando a fuga da mãe, e vê-los convencendo-a a seguir em frente e salvar o planeta foi ainda melhor. E a família fica completa com a chegada dos salvadores deles: Peninha e Gastão. Impossível não rir com a metáfora de que Huguinho, Zezinho, Luisinho e Patrícia como Donald, Gastão, Peninha e Della. Ficou genial o paralelo!

No fim o plano de Pão-Duro funciona, evitando que Lunaris transforme a Terra no satélite da Lua, uma vingança de bilhões de anos. Só que Lunaris quase derrota à todos, o que faz Della levar sua família ao espaço para ser salva por sua melhor amiga: Penumbra. Impossível não se deliciar com essa aventura.

DuckTales a cada cena fica mais incrível, com momentos realmente empolgantes, renovando toda a animação da Disney e nos fazendo querer ver mais dessa aventura e principalmente de quais próximos personagens podem incrivelmente serem apresentados em novas roupagens, sem perder sua essência.

Que venha a 3ª temporada! E fica já marcado os próximos vilões: os abutres do FOWL, organização criminosa que inicialmente era do universo de Darkwing Duck, liderados pelos conselheiros de Tio Patinhas, dando um novo ar para os personagens.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.