DuckTales | 1×07 – The Infernal Internship of Mark Beaks!

Não tem como não se divertir com DuckTales, e até personagens novos, como o Mark Beaks (Josh Brener), baseado em Mark Zuckerberg, consegue agradar e os fazer entrar de cabeça em sua história. Outro ponto é a relação conflitante entre Pão Duro e Tio Patinhas, os dois rabugentos são ótimos!

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A chegada de Mark Beaks no bilionário clube Duckburg mexe com Tio Patinhas e Pão Duro, que não aguentam a música alta e só queriam seguir livres para seus jogos, que basicamente é um encarar o outro até o primeiro piscar ou desviar o olhar. Logo os inimigos acabam se unindo para derrubar Beaks.

Mas o melhor mesmo é ver Huguinho e Zezinho brigando por uma vaga de estágio na companhia de Mark Beaks, que só pensa em tirar selfie e ser relevante nas redes sociais. A forma como Beaks é representada mostra muito da vida social atual, onde até um invasor se torna motivo para um post e ter milhares de like.

Enquanto os irmãos brigam para ver quem é melhor para se juntar a empresa e trabalhar com Mark no projeto secreto Ta-Dah, temos o espião Falcão Graves (Robin Atkin Downes) querendo roubar as ideias do projeto e derrubando todos que queira impedi-lo. Beaks pouco ligando para a agressividade de Falcão foi hilária, mas o melhor é a reviravolta.

Mark quem contratou Falcão para roubar o Ta-Dah que no fim é nada… Ele só usaria a fama do projeto roubado para fazer mais centenas de milhares de dólares e assim mexer com o mercado. Este episódio ainda brinca muito com a parte corporativa, como falar dos empregados motivados tendo mais liberdade e diversão para descontrair nos intervalos.

DuckTales conseguiu mostrar até aqui que pode se manter fiel ao trabalho de Carl Banks e ainda assim trazer para a atualidade seus personagens e criar novos sem perder a essência deste universo. Outro ponto forte é o desenvolvimento das personalidades e da convivência entre os garotos, que conseguiram ter personalidades fortes e complementares.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.