Diretor do remake de O Grito está confirmado na CCXP19

Nos anos 2000, Hollywood se apropriou do formato japonês de fazer filmes de terror. Um dos destaques dessa produção foi o lançamento de O Grito, que chegou às telas em 2004 e arrecadou 187,2 milhões de dólares, marcando a estreia de Takashi Shimizu na capital mundial do cinema. Celebrado diretor do gênero, Shimizu acaba de confirmar sua presença em todos os dias da CCXP19, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo.

O diretor encontrará com os fãs em painéis e sessões de Fotos & Autógrafos que serão anunciados em breve. Sua participação no festival é uma parceria com o Consulado Geral do Japão em São Paulo.

O Grito ocupou o topo das bilheterias americanas por duas semanas. O filme foi um remake de Ju-On, franquia de terror japonês cujos longas Ju-On: The Curse e Ju-On: The Curse 2 foram dirigidos por Takashi Shimizu. Seu primeiro trabalho como diretor, um curta de três minutos, foi elogiado pelos grandes nomes do terror japonês – o diretor Kiyoshi Kurosawa e o roteirista de mangá Hiroshi Takahashi. Shimizu ainda dirigiu Almas Reencarnadas e a versão de 2014 do filme O Serviço de Entregas da Kiki, que traz para o live action o clássico do mestre Hayao Miyazaki, além de ter produzido Resident Evil: A Vingança, entre outros. Seu filme mais recente, Howling Village, será lançado em 2020.

Além de Takashi Shimizu, já estão confirmados para a CCXP19 os atores Lesley-Ann Brandt, a Mazikeen de Lucifer; Lana Parrilla, de Once Upon a Time; Iain Glen, do elenco de Game of Thrones; e escalado para viver Bruce Wayne em Titãs e Jason David Frank, o eterno Power Ranger Verde. O maior festival de cultura pop do planeta também já anunciou a participação de diversos quadrinistas e do cosplayer italiano, Leon Chiro. O terceiro lote de ingressos para o evento já está disponível pelo site www.ccxp.com.br.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.