Diamantino, coprodução brasileira, faz estreia mundial na Semana da Crítica, em Cannes

A coprodução brasileira, francesa e portuguesa Diamantino, de Gabriel Abrantes e Daniel Schmidt, vai fazer sua estreia mundial na Semana da Crítica, no Festival de Cannes, que começou no último 8. Rodado em Portugal, o longa trata de maneira bem-humorada assuntos da atualidade, como o culto à celebridade, o crescimento da extrema direita e a crise dos refugiados.

A trama traz o jogador de futebol Diamantino (Carloto Cotta) no centro da história. Depois de ser responsabilizado por um dos maiores fracassos da história recente do futebol português, o jogador resolve deixar os campos. Em crise, ele resolve fazer uma série de coisas em busca de um novo propósito na vida, entre elas, a adoção de um refugiado. Enquanto embarca nessa odisseia, as irmãs gêmeas do jogador tramam para continuarem lucrando às custas do seu talento nas quatro linhas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Sabíamos que queríamos trabalhar com Carloto Cotta. Ele oferece performances tão generosas e inventivas que são cativantes e hilárias. Assim que pensamos nele, o imaginamos como um gênio do futebol ingênuo e milionário – o mais icônico dos ícones portugueses. As peças vieram juntas de uma vez – ator, personagem, história – o que foi ótimo. Nós escrevemos o filme com Carloto em mente, mas no set ele realmente trouxe vida ao filme inventando um herói surpreendentemente tocante“, elogiam os diretores.

Meu primeiro contato com o Diamantino em 2012, foi no Festival de Rotterdam, onde estava com o projeto do Fala Comigo. A partir daí foram muitas conversas, o roteiro mudou bastante, evoluiu muito e virou quase outro filme. Todo o processo foi bem complexo, o primeiro projeto internacional da Syndrome não majoritariamente brasileiro, mas com apoio da ANCINE e do FSA, conseguimos realizá-lo. Foi um super aprendizado e estou muito feliz com esta estreia em Cannes“, diz o produtor Daniel van Hoogstraten.

Diamantino é uma coprodução entre a portuguesa Maria & Mayer, a francesa Les Films du Belier e a brasileira Syndrome Films, de Daniel van Hoogstraten, que produziu o premiado filme Fala Comigo. A distribuição no Brasil é da Vitrine Filmes.

Diamantino ainda não tem uma data de estreia no Brasil.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.