Desventuras em Série | 1×07-08 – Serraria Baixo-Astral [Season Finale]

Depois de muito tempo e já nos aproximando da 2ª temporada de Desventuras em Série, venho escrever sobre as confusões na Serraria Baixo-Astral. Estes dois episódios contam a história do 4º livro da franquia cheia de desventuras e levam novamente os irmãos Baudelaire a um local cheio de martírio e com Olaf os perseguindo, mas dessa vez eles estão um pouco mais próximo de mais histórias com seus pais.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A chegada deles a cidade é cheia de surpresas e um pouco de rancor, começando pelo dono da sorveteria que é cheio de problemas com seus pais, mas mesmo não demonstrando, parece se preocupar com as crianças. E quando elas fogem dele e Klaus tem seus óculos quebrados, a chegada deles a Serraria Baixo-Astral é cheia de problemas.

A representação da serraria é bem tensa, com os funcionários sendo mantidos em trabalho escravo e com almoço sendo chicletes. Todos ali estão sob o efeito da hipnose de Shirley, que acaba recaindo para o lado de Olaf. O casal dono da serraria faz o bem e o mal, o bonzinho é todo adorável com as crianças, mas acaba hipnotizado também.

No final tudo termina com os irmãos Baudelaire salvando o pessoal da Serraria Baixo-Astral, mas Sir, o dono da sorveteria, não consegue pegar Olaf, que mais uma vez foge. Sr. Poe e Jacqueline enviam a luneta novamente para Klaus. Neste episódio não há tanto humor, as coisas são mais na penumbra e cheia de serragem e realmente não há alegria.

Sr. Poe ao reencontrar as crianças, as levam para mais uma desventura, agora em um colégio interno onde elas conhecem as crianças Quagmires, que descobrimos ter ligações com os pais dos Baudelaires e a organização para qual trabalhavam. Fica também meio que evidente que os pais que fugiram do Peru e fizeram toda uma jornada atrás dos filhos, na verdade são os Quagmires e não os Baudelaires.

Um dos pontos mais altos de Desventuras em Série, que vai além da atuação desse elenco incrível, com ótimas participações, é sua cenografia. Tudo é tao intenso, que ao nos transportar não só para a cidade, mas para a serraria, sentimos uma falta de ar com as locações escuras e claustrofóbicas. Neil Patrick Harris lidera muito bem as coisas e seu Olaf dá medo, e é bem menos engraçadão.

Desventuras em Série retorna dia 30 de março e já estou ansioso para ver como as coisas se darão no Inferno no Colégio Interno.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.