DC’s Legends of Tomorrow | 5×04 – Slay Anything

E não é que DC’s Legends of Tomorrow me surpreendeu essa semana? Não foi só pelo caso do dia que nos trouxe a alma de um assassino no melhor estilo Jason, fazendo uma homenagem aos filmes de terror slasher, mas também por terem desenvolvido um outro lado de Nora, a nossa Fada Madrinha.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Fred Meyers foi para a cadeira elétrica e sua mãe ficou desesperada, mas o retorno de seu espírito aterroriza a escola de Central City e ali temos duas equipes trabalhando. Sendo uma em 2004, quando haveria uma reunião de alunos, e a outra em 1989, buscando evitar que Fred mate seus amigos.

O reencontro colocou Mick em uma situação inusitada, já que ele estudou com Fred e não foi na reunião em 2004, o que lhe trouxe um reencontro com uma antiga paquera. Mas é Nora quem acaba tendo o maior trabalho da série…

Nora aconselha Fred e se torna realmente uma fada madrinha que vai além dos desejos de ter um pônei. Ela o ajuda a se sociabilizar e até a ter um encontro interessante com Tiffany. O problema é que no fim descobrimos que é a mãe dele que está por trás das máscaras e dos assassinatos.

A forma como Legends Tomorrow brinca com tudo isso é delicioso. Sara, Ava e a forma como ela é apaixonada por histórias de serial killers, Ray, Nate e Behram são importantes, este último ainda faz Zari se entender um pouco melhor.

E falando nela, a trama com a tecnologia e sua futilidade superficial é sem graça até ela começar a se lembrar da outra vida. O chato é que daqui a pouco acabaram jogando ela em Nate e uma história de relacionamento.

Agora, Constantine quer a qualquer custo salvar a alma de Astra, e para isso terá que enfrentar com força o seu passado, encarando de frente monstros presos em seu armário. Charlie foi importante para ele encarar isso, e finalmente ela volta a história, mas espero que este retorno traga algo bom para a personagem.

DC’s Legends of Tomorrow segue gostosinha de assistir, brincando com seus personagens e com histórias de terror, e até mostrando um pouco de sangue e sustos.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.