Conviction | 1×13 – Past, Prologue & What’s to Come [Series Finale]

E chegamos ao grande final de Conviction, e o que deve ser o final não só da temporada, mas da série, uma vez que alguns atores já estão envolvidos com produções e pilotos para a temporada 2017-18. Por um lado será uma perda não ter Hayley Atwell na telinha, mas por outro é bom que ela deve ir em busca de melhores projetos.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Conviction se esforçou para ser relevante e trazer histórias fortes e bacanas de se acompanhar, e tudo isso somado ao bom elenco que a ABC conseguiu unir, mas é uma pena que a série no fim das contas não cativa tanto quanto deveria, e suas tramas foram caindo na mesmice dada certa altura.

O caso deste episódio mesmo, foi tão sem sal e com um desenrolar tão sem ritmo, que só salvou por nos colocar a par de como se iniciou a relação de Hayes de Wallace, e com isso nos mostrar que o pai dela poderia estar certo sobre ele estar mais interessado nas conexões dela do que no amor em si. Os joguinhos foram cansativos, e quando ela assume para Wallace que o ama, ela dá um passo a trás.

O caso de Sam ter se complicado e se concluído de certa forma neste episódio, foi uma das pontas soltas que é bacana ter concluído antes do cancelamento da série. Todo o enrosco de Landon, que Sam “prejudicou” para evitar que um homem com instintos destrutivos volte a rua, e Hayes trabalhou para evitar que Sam se complicasse por conta desse desvio.

No fim ela o salva de um problema maior e ainda o faz continuar na CIU, mesmo que para isso tenha que beijá-lo para dar um motivo de evitar a demissão. O problema é que Wallace vê tudo e aí fica o climão…

Maxine, Tess e Frankie estavam bem envolvido com o caso, mas por ser o último episódio, ficaram bem apagados…

E ficamos por aqui com Conviction, não fará falta, mas foi uma boa diversão até seus momentos finais. Torcendo para que seu elenco volte em algo mais relevante, principalmente Atwell e Shawn Ashmore, que é excelente!

Fico por aqui, comentem e to be continued