Chewing Gum | Primeira Temporada

Hilariamente sem noção, Chewing Gum é uma sitcom que te conquista logo na primeira cena, e tudo graças a Michaela Coel, criadora do monólogo Chewing Gum Dreams, ao qual gerou a série do E4, em parceria com a Netflix, e com isso veio a conquista do prêmio de Melhor Atriz em Comédia no BAFTA 2016. Prêmio mais do que merecido, afinal sua Tracey é SENSACIONAL!

Mostrando as desventuras de uma garota cristã sexualmente reprimida, mas louca para ter sua primeira relação sexual, Chewing Gum não poupa as piadas de sexo, drogas, repressão, violência, BDSM e muita Beyoncé! No decorrer dos episódios é impossível não amar a inocência de Tracey, as mentiras de Ronald nos faz querer bater no rapaz, enquanto nos apaixonamos por Connor.

Chewing Gum

Tracey tem duas devoções, Deus e beyoncé, e cada cena em que buscam nos apresentar isso é maravilhoso. Ela orando para suas divindades é sensacional, assim como seus sonhos eróticos com Jay-Z, marido de Beyoncé. E falando em erotismo, Coel traz das produções japonesas o fato de que sempre que sua personagem está no nível máximo de excitação reprimida um sangramento descontrolado no nariz.

“Parece a Beyoncé!” – Tracey

Sua amizade com Candice (Danielle Isaie) é muito bem explorada, assim como a relação de amor e possessão de sua irmã, Cynthia (Susan Wokoma), por ela. Cada uma sempre puxando Tracey para um lado, mas sua vagina sempre falando mais alto e nos fazendo rir. O mais gostoso é que o texto sempre demonstra o poder das mulheres e como elas são donas de si, não importa as consequências, que elas devem se amar acima de tudo.

Chewing Gum

Toda a repressão sexual de Tracey é causada pela devoção cega de Joy (Shaola Adewusi), sua mãe, que passa o tempo inteiro gritando com as mulheres nas ruas sobre os castigos que sofrerão. Do outro lado da trama temos Esther, avó de Candice, que conta sem pensar duas vezes sobre todas as suas experiências sexuais…

Relações deliciosamente opostas, Tracey aprende bastante com Ronald (John MacMillan), até descobrir a própria repressão dele e os seus desejos ocultos, enquanto com Connor (Robert Lonsdale) ela encontra o prazer e a própria liberdade, e uma sogra malucona.

Chewing Gum

A forma como Chewing Gum explora seus personagens é excente, todos tem seu espaço e vão crescend a cada episódio. Até Cynthia tem suas experiências sexuais online, mas é a busca de conhecimento de Tracey que nos deixa apaixonados.

Chewing Gum já tem uma 2ª temporada encomendada e todos os seus 6 episódios estão disponíveis na Netflix. Se você curte uma boa comédia britânica, esta é mais do que recomendada.

Chewing Gum

Episódios

1×01 – Sex and Violence
1×02 – Binned
1×03 – Possession
1×04 – The Unicorn
1×05 – The Last Supper
1×06 – Tolled Road