Black Lightning | 1×02 – LaWanda: The Book of Hope

Que jornada deliciosa tem sido acompanhar Raio Negro (Black Lightning). Um acerto sensacional da The CW e melhor ainda a distribuição aqui no Brasil pela Netflix, mas o mérito fica pela força de Cress Williams em cena e o roteiro de Salim Akil (Being Mary Jane, The Game) nesses dois primeiros episódios. Só que neste capítulo temos LaWanda, interpretada formidavelmente por Tracey Bonner.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Jefferson estava crente que ao resgatar suas filhas as coisas poderiam dar uma trela, mas Lala não deixaria barato e o retorno do Raio Negro chamou a atenção de Tobias Whale, que pede que Lala dê um jeito de descobrir a identidade do herói que pode atrapalhar todos os seus planos. Jefferson então precisa lidar com as investidas de Lala e com a comunidade desesperada por ajuda e sem confiar nas atitudes da polícia.

Sem saída e com Lynn pensando em voltar para ele, Jefferson se vê em uma guerra particular que ele tenta usar a inteligência e a esperança para resolver, mas depois de muitas conversas com LaWanda, e com o fato de todos ficarem pensativos sobre o motivo de Raio Negro ter salvo somente suas filhas, ele resolve tentar resgatar a filha dela que está nas mãos dos 100.

Eis que a série toca em um assunto tão complicado e trata de forma tão emocionante. Mães vendo filhas sendo perdidas para a criminalidade e as drogas, sendo arrastadas para esse mundo, o que acaba levando suas famílias junto.

A morte de LaWanda por Lala me assustou pela frieza que colocaram no personagem e isso é bom para a série, pois nos faz temer pelas atitudes e reações de todos ao seu redor. A morte de Will não foi impressionante, mas mostra que ele também não quer as próprias pedras em seu caminho, e sem Will a polícia nem Jefferson podem agir contra Lala.

Deste ponto temos uma virada com Jefferson batendo de frente com Lynn e decidido a seguir seu coração e sua intuição, e buscando salvar a comunidade que tanto ama, precisando assim de seu uniforme de volta… É hora da esperança voltar com Raio Negro.

Os personagens ao redor dele também tem sua importância e seus diálogos bem fortes. Gostei das citações de Lynn, Gambi tem bons momentos com Jefferson, assim como o policial e amigo dele Henderso, mas é Anissa quem começa a crescer e dar seus passos como Tormenta, deixando ainda um pouco com tramas adolescentes a jovem Jennifer.

Anissa começa a ter seus poderes querendo sair de seu corpo e isso a deixa com insônia e dores, mas ao evitar um assalto no mercado e usar seus poderes, ela sente agora que é ela mesma. Outra coisa bacana foram suas cenas com a namorada, que cobra mais presença dela, mas a filha de Jefferson se enche de desculpas.

Raio Negro então mostrou a que Tobias Whale veio ao mostrá-lo invadindo a prisão com os policiais corruptos lhe abrindo caminho e dentro da cela de lala, pego por conta do vídeo de LaWanda, matá-lo sem dó e com as próprias mãos.

Necessária, instigante e cheia de força, Raio Negro vem mostrando a que veio a cada episódio.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.