Billions | 3×09-10 – Icebreaker / Redemption

Em dois episódios Billions conseguiu nos fazer ter grandes nuances de sentimentos por seus personagens principais. Chuck e Bobby, agora com o ego inflado pelos últimos acontecimentos e a forma como escaparam de seus problemas, começam a trilhar um novo caminho em uma autoconfiança tão grande que não veem o que está a sua frente.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Em Icebreaker ambos se veem em uma posição confiante e já planejam seus novos passos. Bobby caminha para um lado estranho ao se aproximar do russo Andolov em uma jogada bem controversa. Ele faz o possível para se aproximar do homem que pode lhe trazer milhões para a Axe Capital, mas ele encontra uma pessoa fortemente contra essa decisão: Taylor. A forma como ela reage a chegada do russo é interessante, mas o engraçado é que ela segue focada em seus analistas quânticos, enquanto segue uma vida com Oscar.

Já Chuck se aproxima de Kate e Karl e armam a próxima jogada: ir com tudo para cima de Jeffcoat. As escolhas dos casos em que devem trabalhar e como deve ser o resultado é o principal fator para essa decisão. Adorei ver Kate encurralada com a opção de acusar Cruz, mas quando ele é assassinado por guardas e precisa deixar o caso de lado, ela se revolta e Chuck compra a briga ao seu lado.

A questão é que em Redemption as coisas se invertem de forma estranha, uma vez que Chuck se vê encurralado por Jeffcoat, que sente que ele lhe esconde algo e até arma um jantar ao lado de sua esposa e Wendy. E mais uma vez Kate se vê em um posicionamento estranho, pois para ir atrás das falcatruas de Jeffcoat Chuck chega a cogitar usar informações do pai da advogada, mas ela deixa claro que ele ficaria de fora, mas Chuck ignora e conversa com ele, o que a ofende profundamente.

Já vimos que Bryan terá um papel importante nessa caçada de Chuck, principalmente com ele agora indo para o FBI e tendo um papel importante para se destacar. Bryan também já bateu de frente com Kate e a cena no bar irlandês foi excelente.

Bobby se saiu bem em toda a sua iniciativa para ter o dinheiro de Andolov, mas a questão agora é como isso será lhe cobrado a partir daqui. Andolov o levou para dentro de sua família, expôs limites e fraquezas, mas como forma de mostrar que qualquer vacilo ele é capaz de tudo. E Bobby também não é santo, passou a “perna” em Taylor ao ir atrás de uma jogada dela e de Oscar, o que a coloca em uma posição de fragilidade ao lhe contar o que houve. Gostei de seu encontro com Wendy.

Por falar nela, Wendy teve bons destaques, todas as suas cenas são fortes, mas o melhor foi como ela deu um conselho a Ben e o mesmo não ouve ninguém no final. O personagem sempre pareceu avulso, mas aqui foi ousado e saiu de sua zona de conforto, conseguindo o agrado de Wags e Bobby. Outro destaque foi pra Dollar Bill e sua nota da sorte, roubada por um amigo para lhe deixar um pouco para trás nas jogadas da empresa e ele poder ter um pequeno destaque, mas o tiro saiu pela culatra…

Billions segue fazendo episódio intensos e gostoso de se acompanhar, além de nos instigar para quais caminhos a série seguirá. Elenco segue afiadíssimo e com um roteiro fenomenal!

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.