Billions | 2×04 – The Oath

​Um jogo de poder sem igual! Assim é Billions, que com grandes diálogos e cenas certeiras, nos cativa com cada detalhe de sua trama, e nos envolve com um elenco brilhante. Cada momento de Paul Giamatti, Damian Lewis, Maggie Siff e Malin Akerman é de tirar o fôlego, principalmente quando o dão o melhor de si.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

As jogadas de Chuck e Bobby para mostrarem ser o melhor​ de seus ramos é uma bomba jogada na cabeça do outro. O encontro entre os dois é explosivo e com todo o drama que ambos estão enfrentando por conta de suas atitudes, espelhar o problema no outro acaba levando-os ao seu pior. Os dramas as voltas dos dois acabam ficando menores quando se encontram.

A conciliação entre os dois para diminuir os danos que podem causar devido a invasão de Chuck ao escritório de Bobby, mesmo após a demissão de Wendy, vira motivo para ir além com o ódio entre eles. Um está prestes a ser demitido e o outro perdeu a chance de ter um time na NFL e tudo isso é só o começo.

Bobby faz o que é possível para se mostrar digno para ter o time e adentrar ainda mais na alta sociedade, mas suas jogadas são traiçoeiras e todos já vem contra ele, e com Chuck jogando pesado, ele fica ainda mais mal visto, assim ele perde a chance de ter o time e ainda é humilhado por Bensinger, chamado de ladrãozinho de oportunidades.

O embate entre os dois foi deixado para o próximo episódio e não poderíamos ficar mais ansiosos para vê-lo.

E o episódio serviu para ir um pouco além e desenhar mais da temporada. É ótimo ver como os personagens por trás de Chuck e Bobby são importantes para mostrar essa índole deles, e nada melhor do que já repararmos em suas companheiras. Wendy e Lara são completamente opostas, por mais que sejam mulheres fortes e decididas, além de independentes e dominadoras.

Em cena Wendy e Lara tem a bomba nas mãos, mas são detentoras de suas vidas no esplendor de suas decisões. Mas aí vem o caráter das duas… Wendy tinha a missão de analisar uma tripulante de uma missão a marte, ela poderia mentir e deixar a garota viajar, mas não, preferiu deixar claro que ela por mais que seja capaz, não saberia lidar com a adversidade, o que colocaria em risco a missão de bilhões.

Enquanto isso, Lara para não perder a visibilidade de seu negócio de saúde empresarial e motivação vai com tudo contra o concorrente, incluindo chantagem e mentiras…

Duas forças da natureza por trás de dois homens com poder, quero ver quando elas interferirão nas decisões deles.

E se o elenco principal foi sensacional, os coadjuvantes não ficam de fora.

Bryan enfrentando Dake após ver que o rapaz não tem como provar algumas teorias, acaba voltando-se para o lado de Chuck, mas acredito que o promotor usará a informação dada por seu pai para colocá-lo no fogo cruzado.

Ri demais de Wags e sua bunda em chamas… Exagerando cada vez mais nas drogas para acelerar o organismo, sem o uso delas ele acaba perdendo-se no tempo e acordando em um motel e com uma tatuagem de Yosemite Sam, ou como é conhecido no Brasil, Eufrazino Puxa-Briga, assim ele é encaminhado por Bobby para Wendy, já que com Gus ele não teria uma evolução. O primeiro passo de Wendy foi tratá-lo como adulto e não um eterno jovem sem compromisso.

Kate também teve um grande momento ao descobrir que seu pai está envolvido com escândalos, mas mantém a pose diante de Bryan, só que vem abaixo com Chuck, mostrando que de certa forma ela confia no promotor. E ainda não entendi qual é a de Lonnie

Billions é cheia de nuances e detalhes e podemos ver as pequenas atitudes em detalhes, como descobrir em uma fala que os funcionários de Bobby estão com ciúmes de Taylor, ou as referências musicais com Bobby indo até a reunião com Chuck suando uma camiseta do Megadeth e a trilha ser Peace Sells (“What do you mean, ‘I hurt your feelings’? I didn’t know you had any feelings“).

Fico por aqui, comentem e to be continued