The Big Bang Theory | 10×23-24 – The Gyroscopic Collapse / The Long Distance Dissonance [Season Finale]

E aguardei acumular os dois últimos episódios da temporada para lançar este texto de The Big Bang Theory. Como já vinha comentando, seria excelente se a série terminasse neste ano, ainda por cima, mas a série foi renovada para mais duas 2 temporadas (11ª e 12ª) e só fico na torcida para que mantenham o ritmo e nos entregue episódios melhores…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Não que esta temporada seja ruim, mas é que uma série chega a um limite que não dá para ficar empurrando com a barriga, coisa que por sorte The Big Bang Theory não tem feito, mas temo pelo bem da série que, ao menos para mim, chega até que bem ao seu 10º ano. Algumas tramas já cansam, caso de Penny e Leonard, mas outras tem fôlego, como as interações de Penny, Amy e Bernadette, e até o relacionamento de Howard e Bernadette que evolui bem com a chegada de Haley.

A trama do primeiro episódio mostra Leonard, Howard e Sheldon lidando com o fato deles chegarem a um patamar do projeto do giroscópio que a Forças Armadas não precisam mais deles, levando em segredo tudo embora para o exército, deixando-os sem ter mais o que fazer. Dessa parte o mais engraçado é ver Howard buscando algo para se completar, ficando no pé de Bernadette sem um projeto para ter o seu foco.

Raj tem um novo propósito e um novo colega de quarto, confesso que esperava que fosse Stuart, mas isso seria muito óbvio, eis que ele fala que irá morar no apartamento da garagem de Bert. Uma boa forma de manter o geologista na série e fazer Raj sair das asas dos amigos, se mantendo focado em economizar uma grana.

O resto dos episódios focaram no fato de Amy ficar indecisa em aceitar ou não ir para um projeto de 3 meses em Princeton, do outro lado do país, deixando Sheldon sozinho. Ela acaba aceitando e deixa uma missão para as amigas, manter Sheldon longe de problemas…

Ri com ele se envolvendo com a Dra. Nowitzki e não enxergando que ela o deseja para um relacionamento, tudo enquanto Amy deixava Penny e Bernadette maluca para fazer os dois se separarem, enquanto as duas descontavam em seus maridos deixar a sexualidade de Sheldon tão forte. Foi bem estranho ouvir sobre isso, mas foi um trabalho legal de desenvolvimento para os personagens verem ele mais humano.

A questão final é que Sheldon finalmente entende que ele é um brinquedo de coleção que já teve sua caixa aberta por Amy e Nowitzki quer brincar com ele. Essa parte achei do feitio de Sheldon, mas achei apressado fazerem ele cruzar o país para chegar a porta do apartamento de Amy só para pedi-la em casamento. Sei que tem muito a ser trabalhado no retorno da série e temos ainda as reações de todos ao seu redor, então ficamos no aguardo.

Para mim o maior acerto dessa temporada de The Big Bang Theory foi saber evoluir bem Sheldon, Amy, Bernadette e Howard, trabalhar de forma mais independente Raj, mesmo que falhe  em alguns pontos, deixando toda a parte negativa para Leonard, que consegue arrastar Penny, que já vimos ser ótima ao lado das outras garotas e até mesmo de Sheldon.

Vamos ver o que será das próximas temporadas, e como esta foi a primeira série que comecei a escrever ainda quando tinha o Episódios Comentados, seguirei firme e forte com esses nerds…

E você? O que achou dessa temporada? Comente e deixe um recado 😉