BGS 2019 | Castlevania e Metroid em indie The Grand Conjuration

A Avenida Indie da BGS 2019 trouxe um jogo de aventura no melhor estilo Metroid e Castlevania de NES. The Grand Conjuration, da pequena empresa brasileira 12 Studio com Felipe Graeff.

No melhor estilo 8-bits, The Grand Conjuration tem um gameplay simples, uma história interessante e promete engrenar em uma aventura cheia de magia pela época Vitoriana.

Em The Grand Conjuration você joga com Marie, uma bruxa que precisa vasculhar algumas cidades atrás de 5 magos que roubaram partes de um perigoso artefato.

Na história um bruxo maligno foi derrotado por alguns magos que criaram uma sociedade para proteger o mundo. Só que esse bruxo tinha seu poder dividido em 4 relíquias que foram roubadas por 5 magos traidores, e é ai que entra Marie.

Durante o jogo você vai percorrendo as cidades e adquirindo habilidades para ultrapassar os obstáculos de seu caminho. Entre elas há a possibilidade de transformação, como a de um coelho para passar por pequenos lugares, e cada uma dessas transformações tem poderes específicos.

A 12 Studio, de Cascavel no Paraná, busca lançar o jogo na Steam em 2020. Assim como conversado com outros representantes de empresas de jogos indies brasileira, Graeff ressalta que seu incentivo é o “gosto e a dedicação por jogos“, ele ressalta que há estúdios com investimentos até do exterior e para ele desenvolver The Grand Conjuration ele tem de conciliar o trabalho no estúdio e em outras área para ganhar o dinheiro, pois o desenvolvimento do jogo acaba sendo um trabalho paralelo.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.