Batwoman | 1×02 – The Rabbit Hole

E o segundo episódio de Batwoman ainda trouxe bastante de Batman para se apoiar, o que é necessário par nortear as coisas, afinal, ela não existe sem o primo no quesito heróico, só que a série conseguiu se afastar ao menos um pouco disso.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Ao colocar Kate querendo expor a todo custo que Alice é a verdade Beth, acabou trazendo mais confusão para Jacob, seu pai. Todos a veem como uma pessoa desesperada em se apegar ao passado e querer de qualquer forma encerrar bem sua história.

A questão é que Alice também se mostra bem apegada a Kate e até deixa claro, citando Alice no País das Maravilhas, que são só as duas irmãs, o que coloca Mary em risco. Gosto dessa ideia dela manter o suspense e o roteiro deixar uma confusão sobre o parentesco delas, mesmo deixando claro que é isso mesmo.

Gostei de Beth falando para Kate que ela ao assumir o manto de Batman, também está entrando em sua loucura de Alice. Fica a dúvida se ela já sabe que Bruce Wayne era o vigilante.

E falando em Batman, gostei da construção de Luke e como ele fala meio com receio do pai, Lucius Fox, e Kate ainda brinca com a situação. Já curti ele como os “olhos” de Kate, enquanto Mary cuidará da parte médica, e não sei qual será a reação dela em ligar os pontos e ver a meia-irmã como Batwoman.

Agora, Catherine esconde algo e foi ela quem orquestrou uma forma de recuperar a faca de Alice e evitar que o teste de DNA fosse feito… Será que teremos uma outra vilã?

Batwoman ainda tem o que crescer, mas ao sair um pouco do peso de Bruce/Batman e focando nos Kane, a série mostra que irá fazer algo interessante para si, sem perder a referência do Batman, mas criando uma própria força.

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.