Bates Motel | 5×05 – Dreams Die First

E depois de muito tempo esperando por Marion, não só pela ansiedade da presença da personagem que finalmente ligará Bates Motel a Psicose, mas por ela ser interpretada por Rihanna, finalmente a série nos brindou com esse divisor de águas. Além disso, as verdades finalmente começam a vir à tona…

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Este episódio veio mesmo para ser um divisor de água. Para Norman veio a certeza de que nada está bem em sua vida, principalmente ao se questionar por onde anda Norma. Sua dúvida vem cheia de mistério e só pior quando ele começa a procurar por anda sua mãe, que simplesmente desapareceu. Sua busca o leva a um bar, onde a Mãe deixou o carro e para ele foi um sacrifício descobrir que seus apagões o levou até lá e que até pegou um rapaz.

Seu encontro com Edwards o fez se questionar de seus apagões e como ele conduz a morte da mãe, mas fica evidente de que isso não mudará suas atitudes. Quando ele começa a se lembrar das coisas que faz, principalmente como se acalenta no colo do corpo da mãe mumificada, não tem como querer que ele tenha uns momentos de lucidez.

Tanto que sua conversa com Madeleine é cheia de inocência, mas o maior problema é deixar claro que ele não queria magoá-la quando conta que Sam está tendo um caso e que até levou a mulher para o seu motel. Lembrando do episódio inicial, Sam diz a Marion que a ama… Madeleine então se mostra magoadíssima com todos ao seu redor.

A série então aprofunda em Marion. Uma mulher sem conclusão de seus ensinos, mas disposta a trabalhar muito para chegar onde quer e ter o homem que ama. Ela ainda questiona Sam sobre ir morar com ele em White Pine, mas ele desconversa e ela fica na ilusão, e ilusão também fica no trabalho, quando se mostra indispensável, mas quando o assunto é promoção, ela é jogada de lado.

Tendo grande responsabilidade sobre o dinheiro da empresa que trabalha Marion chega ao seu limite e resolve largar tudo, levar o dinheiro e correr atrás de seu futuro, mas Sam também a deixa um pouco de lado, o que a obriga a chegar ao Bates Motel.

A grande questão da série seria: Rihanna. A ansiedade em cima da atuação da cantora era algo que deixou todos apreensivos, mas ela veio com tudo, foi competente no que deveria entregar e só nos resta então esperar para ver seu desenvolvimento.

Outro ponto abordado na série é o destino da mãe de Emma e os medos que Dylan tem do destino da mesma. Fugir de Norma não foi só um dos motivos de Dylan em querer sumir, mas também Norman e a forma como a mãe o protegia a qualquer custo e ele conta tudo isso para a esposa. Emma fica puta em não saber o destino de sua mãe, mas começa a se preocupar com Norma e acaba descobrindo a morte de sua sogra.

Agora é ver o destino de Bates Motel e como a série será concluída, mas já tenho a certeza de que tudo foi bem pensado, principalmente como a série começa a esbarrar e se unir com Psicose. Gosto demais de ver o desenvolvimento dos personagens e suas tramas.

Fico por aqui, comentem e to be continued