Bates Motel | 5×03 – Bad Blood

Essa 5ª e última temporada de Bates Motel tem mais do que me surpreendido, tem me deixando mega ansioso para o desenrolar das coisas. Levada de forma intimista e focando no que é necessário para complicar a vida de todos os personagens, a série tira o melhor de seu elenco e faz isso de forma sensacional.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

Caleb está preso no porão de Norman e somente “Norma” e Chick sabem disso. O que vemos então é a cumplicidade de Chick com a doença de Norman e como ele acaba abusando disso para compreender e escrever sobre os problemas dele. Isso aí, Chick é um escritor e se bobear é ele quem “escreve” os acontecimentos da série, mas ainda há um longo caminho para compreendermos mais sobre tudo isso.

A questão é que Chick está com Norma e Norman e mesmo quando Norman decide por deixar Caleb ir embora e deixá-los em paz, sua Norma interior reassume o comando e faz o que é possível para mantê-lo em casa, só que na fuga Chick atropela Caleb.

É muito bacana como a trama acaba caminhando para que Dylan de alguma forma acabe retornando para a casa e rever o irmão, que agora está sozinho.

Madeleine continua se aproximando de Norman e mostra suas fraquezas para ele, que se encanta pela dona da loja que lhe lembra demais a mãe. As conversas deles são sinceras, e o bacana é que ele mesmo sabendo das escapadas de Sam, não atrapalha o relacionamento dela com o marido.

Agora, Alex conseguiu o que queria, a transferência para um lugar diferente por conta das ameaças devido os presos saberem que ele é um policial. O problema é que no caminho ele acaba rendendo o policial que o acompanha e foge. Só que nada é flores e quando consegue um segundo carro, ele acaba levando um tiro de um jovem morador que o via roubar o carro da família…

Bates Motel caminha bem para sua conclusão, já nos deixa ansiosos para ver a entrada de Rihanna, ao mesmo tempo que mostra uma trama forte que está se mantendo até aqui. Além disso, o trabalho de direção e fotografia para exemplificar o distúrbio da mente de Norman continua impecável!

Fico por aqui, comentem e to be continued