10 boas séries que assistimos em 2018

2018 foi marcado pela quantidade enorme de novas produções onde os serviço de streaming dominaram o mercado.

Tivemos dramas, comédias, grandes nomes de Hollywood em produções, e claro muitas horas de maratona.

Separamos 10 produções (1 bônus!) que assistimos esse ano.

Confira nossa lista:

10) O Mundo Sombrio de Sabrina (Netflix)

Foto: Netflix

A nova versão das aventuras da bruxinha Sabrina chegou na Netflix para nos entregar de presente a atuação de Kiernan Shipka.

O Mundo Sombrio de Sabrina é uma série teen daquelas que o espectador quase esquece que ela é para determinado público alvo. A produção de Roberto Aguirre-Sacasa fala sobre questões envolvendo preconceitos, identidade de gênero, papel da mulher e tudo isso com um toque realista com pano de fundo um romance adolescente, bruxaria e satanismo. 

9) American Crime Story: Versace (Fox Premium)

Foto: FX Networks

Na segunda temporada de American Crime Story, exibida no começo do ano, apenas um nome surge em mente: Darren Criss.

Como o serial killer Andrew Cunanan, o ator mostrou seu talento finalmente. Criss entregou uma atuação memorável e devastadora, onde realmente perdeu todas as amarras do seu tempo de Glee.

American Crime Story, ainda fez episódios que tocaram em assuntos importantes para os dias atuais mesmo se passando nos anos 90.

Ryan Murphy fez uma excelente caracterização de época que tratou de um dos casos mais famosos de assassinatos nos EUA, onde o foco acabou por ser a mente do criminoso.

8) You (Netflix)

Foto: Netflix

Penn Badgley surpreende e faz uma atuação bem magnética como Joe, um vendedor de livros que tem uma obsessão por uma cliente que aparece na loja em que ele trabalha.

You acerta em mostrar que há diversos tipos de controle que podemos exercer sobre o outro e ainda usa o poder das redes sociais para contar uma história um pouco macabra, mas ao mesmo tempo, mega interessante. 

7) Good Girls (Netflix)

Foto: Netflix

Com uma premissa bem a cara de um filme, esse mix de drama com comédia, acaba por ser um dos destaques do ano por juntar três atrizes talentosas (Christina Hendricks, Retta e Mae Whitman) para contar uma história de roubo de uma forma única e completamente bem feita.

Nessa versão de Breaking Bad feminina mais light, Good Girls nos apresenta um trio de donas de casa dá o sangue para entrar e se manter no mundo do crime. 

6) Pose (Fox Premium)

Foto: FX

Pose é marcada por sua representativa enorme em tela. Mas, também, por conta de um roteiro bem desenvolvido nas questões dramáticas, onde acerta na trama sobre aceitações, preconceitos e falar sobre uma cultura de baile que deve ser preservada. 

Com Pose, Ryan Murphy mostrou que tem ritmo ainda para entregar novas séries no mega contrato que o produtor fechou com a Netflix.

5) Barry (HBO)

Foto: HBO

Sem duvidas Barry é uma das surpresas de 2018. Bill Hader entrega uma atuação precisa, hilária e completamente viciante como um assassino de aluguel que participa de um grupo de teatro é uma das coisas mais bem feitas do ano.

4) A Maldição da Residência Hill (Netflix)

Foto: Netflix

A Maldição da Residência Hill veio como não quer nada, tímida e de supresa entregou um roteiro muito bem dosado entre o drama e o sobrenatural que vai e volta entre o presente e passado.

A produção se destaca por seu elenco com nomes não muito badalados mas que entregam boas atuações de Elizabeth Reaser, Timothy Hutton e Carla Gugino.

A Maldição da Residência Hill chega a ser assustadoramente boa ao apelar para os demônios tanto literais quanto dos passados dos personagens. 

3) Homecoming (Amazon Prime)

Foto: Prime Video

Infelizmente Homecoming fez uma estreia tímida mas não se deixem enganar essa produção estrelada por Julia Roberts é uma das coisas mais impressionantes (e malucas) de 2018.

Com direção de Sam Esmail, o drama conta uma história como se fosse um grande quebra-cabeça para nos desvendar o mistério da psicóloga Heidi (Roberts) e da clinica de tratamento Homecoming.

Venha pela Julia Roberts, fique pelo suspense.

2) Sharp Objects (HBO) 

Foto: HBO

Amy Adams brilhou em Sharp Objects. Junto com ela, tivemos Patricia Clarkson e Eliza Scanlen também criaram personagens fortes e marcantes numa trama sobre relacionamentos abusivos, luto, relações familiares e obsessões numa história densa e pesada que nos manteve na expectativa por oito semanas (coisa difícil numa época de maratonas e streaming).

1) Killing Eve (BBC America/Globo Play)

Foto: BBC America

Killing Eve tem duas das melhores atuações do ano.

As atrizes Sandra Oh e Jodie Comer protagonizaram um jogo de xadrez preciso, marcado por obsessão e paranoia como ninguém em 2018.

Killing Eve nos ganhou com uma trama sutil, impactante e bastante empolgante.

Bônus: The Good Place (Netflix)

Foto: Netflix

Numa crescente vindo desde do final da temporada 2, The Good Place nos mostrou seus personagens batalharem para chegarem no Bom Lugar aliados com o demônio Michael. Assim, a comédia abriu um precedente para um terceiro ano bastante interessante.

Nos episódios exibidos nesse final de ano, a comédia conseguiu se superar e entregar uma trama ainda mais alucinante que fez a série caminhar para contar novas historias sem perder a fórmula. 

O que você assistiram de legal em 2018? Comentem aqui ou nas nossas reds sociais.

Miguel Morales

Sempre posso ser visto lá no Twitter falando sobre o que acontece na TV aberta, nas séries, no cinema e claro outras besteiras. Uso chapéu branco e grito It's Handled! Me segue lá: twitter.com/mpmorales