Arrow | 6×18-19 – Fundamentals / The Dragon

Arrow se volta para a 1ª temporada, trazendo Oliver como um lobo solitário e descartando o seu time, ao mesmo tempo que conhecemos mais o passado de Ricardo Diaz, que tudo o que quer é ser reconhecido e clamar por um lugar a mesa da organização criminosa Quadrante.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

No episódio “Fundamentals” temos Oliver conseguindo ser drogado por um dos vereadores comprado por Diaz e assim ter alucinações com Adrian, que deixa claro que se ele soubesse que seria tão fácil mexer com Oliver, tinha seguido o caminho de Diaz, afastando todos os que ele ama, pois assim ele fica ainda mais confuso.

A questão do episódio acaba sendo que Oliver resolve deixar tudo de lado e agir sozinho, colocando-se em risco e sendo salvo no último instante por Felicity, que corre até ele para alertá-lo dos homens do outro lado da porta. Com tudo dando errado, Oliver decidi que é hora de voltar ao início de tudo e agir sozinho, encerrando assim o Team Arrow…

Já em “The Dragon” descobrimos que este é o nome da fúria e medo interna de Diaz, que explica como tudo começou no orfanato onde Jesse o dominava e fazia de empregado. Aqui o vemos fazer o que for necessário para entrar na organização secreta chamada Quadrante, disposto a entregar as atividades de Star City para eles, desde que ele possa se sentar com eles. Para isso ele mata pai e filho que eram sua porta de entrada.

O mais bacana é ver até onde ele está disposto a ir e como Laurel, Sereia Negra, acaba ficando com um pé atrás por conta de suas atitudes. Ela o aconselha, repara que ele fica se fazendo de capacho dos outros, e no fim ele acaba passando por cima de tudo e todos, com direito a matar Jesse queimado, mesmo que este o implore por conta de sua família. Vai ser legal vê-la finalmente acordando para onde foi se meter.

No meio de tudo isso temos Felicity acordando para o fato de que Oliver mudou. A chegada de Diaz o afetou mais que Adrian, e ela já não pode estar ao seu lado, ao menos como sua Observadora, o que a coloca mais próxima de Curtis e de desenvolvimentos para a empresa deles. Fico na dúvida se ela irá se envolver no time deles.

Os dois episódios foram bons, mas Arrow ainda traz um certo incomodo com a quantidade de vigilantes, só que principalmente por essa personalidade birrenta e cheia de chiliques que Oliver se tornou. Ao menos agora Laurel deve começar a ver a insanidade de Diaz…

Dan Artimos

Sou formado em Sistemas de Informações, e amante de televisão. Trabalho, leio bastante, estudo, vou a cinemas, parques e corro (ultrapassada a meta pessoal dos 21km), e ainda assim vejo séries e escrevo sobre elas. Sim, nem eu sei como consigo fazer a organização de minha agenda no meio de tantas nerdices.