Arrow | 5×23 – Lian Yu [Season Finale]

Arrow chega ao final de sua 5ª temporada fechando um ciclo de flashbacks, já que ele ficou 5 anos em Lian Yu e a série nos últimos anos cobriu todo esse tempo de Oliver em seu purgatório. Agora a série precisará se reencontrar em uma nova abordagem e em um novo jeito de se inovar, enterrando (literalmente) a ilha no fim deste grande arco em 5 temporadas.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

A grande busca de Chase era para que Oliver abrisse os olhos sobre o que o motivou, e no último momento vemos o vilão com o filho do arqueiro, William, e é ali que as coisas vem a tona e ele se recusa a se tornar o monstro que seu algoz espera. Em uma saída sem jeito o que temos é o fim de um grande ciclo que trará perdas e grandes consequências… Animado? Estou demais, principalmente por envolver todos os personagens.

O episódio finalizou algumas tramas, deixou outras em aberto, mas o mais importante foi trazer de volta o desejo por fazer a diferença em Oliver, que terá de lidar com as consequências que Chase terá deixado para trás. O vilão amarrou muito bem as escolhas de Oliver diante das opções apresentadas, e era matar ou morrer, mas devido as próprias atitudes.

Separando de forma interessante em duas equipes, Oliver teve que correr contra o tempo e até se unir com grandes inimigos para poder salvar seus amigos e seu filho. Ao lado de Exterminador, Capitão Bumerangue, Nyssa Al Ghul e Malcolm Merlin, Oliver chegou a ilha disposto a salvar todos, mas foi traído por Capitão Bumerangue e teve então que brigar com ele, Thalia al Ghul e seu exército, Artemis, Black Siren e os próprios medos.

Neste meio tempo vemos Malcolm tentando lidar com a paternidade e convencer Thea de que está ao seu lado, mesmo ela o odiando, a ponto de colocar a própria vida a frente da dela. Thea então começa a se perguntar até onde deveria aceitá-lo como pai, principalmente com a explosão que ouvimos após ele pedir que ela vá embora. Será que teremos mais de Malcolm? John Burrowman já se despediu da série, então nos resta esperar…

Adorei Felicity ao lado de Thea, mas precisam focar um pouco mais sua personagem, e quem diria que Samantha colocaria as garras de fora para proteger o filho e ficar na ilha. Mas também não tinham por onde escapar, já que após tudo eles descobrem que o avião de fuga que Chase deixou estava seriamente danificado. Além disso, uma série de bombas estava espalhada pela ilha e ligadas diretamente ao estado de Chase, se ele morresse, a ilha iria pelos ares…

As coisa foram se resolvendo de forma interessante e seus personagens tiveram seus tempos até que bem aproveitados, mesmo com os excessos em cena. Thalya e Nyssah tiveram um papo de irmãs bem legal, enquanto vemos mais de Quentin com Laurel, o que pode render uma mudança na personagem tendo o seu pai ao seu lado, já que pouco sabemos sobre como foi sua vida na Terra-2. Diggle poderia ter tido mais espaço, mas não era seu momento, enquanto Felicity e Curtis trabalharam da forma que puderam para resolver o problema das bombas.

A maior questão ficou mesmo Oliver e Chase, mas foi rapidamente resolvido quando chegaram ao navio onde ele acompanhava William. Ele se matando deixou todos em perigo e espero ansioso para que na próxima temporada já comece demorando a explicar o que houve na ilha, usando a dúvida a seu favor.

Vale notar que nem falei muito da conclusão de Oliver com Kovak, pois foi tão sem clímax, que a participação de Dolph Lundgren serviu somente para uma espécie de saudosismo quanto ao ator. No mais Arrow fechou redondinho o seu 5º ano e nos deixa mais satisfeito do que possa a vir na próxima temporada e ansiosos por mudanças em sua dinâmica.