Arrow | 5×14 – The Sin-Eater

Aquele dia que o pecado volta para atazanar as pessoas e é difícil querer enxergar os próprios erros antes de culpar o próximo. Arrow traz de volta Cupido, China White e Warner para complicar a vida de Oliver e sua equipe, mas mais do que isso, voltam para lembrá-los dos próprios erros, ou de como não devem imaginar que os erros dos próximos são culpa deles.

ALERTA DE SPOILER: Este artigo contém informações sobre os principais acontecimentos do episódio. Continue a ler por sua conta e risco.

O maior problema aqui é que Susan foi confrontar Oliver sobre ele ser o Arqueiro Verde e ele mentiu na cara dela, uma vez que ela tem as provas. Susan ainda pensa o que fazer com as informações, já que eles estão tendo um caso, e ao menos do lado dela ficou aqui parecendo haver mais sentimentos. O problema é que Thea resolveu cuidar sozinha do assunto e acabar com a reputação da mulher antes que ela possa destruir Oliver.

Se para ele ser desmascarado como Arqueiro Verde seria um problema, e ele ainda pediu para Thea não agir tanto como sua mãe, Moira, agora ele precisa lidar com as consequências de ter omitido a morte de Billy e que foi o Arqueiro quem o matou. Com isso na imprensa, ele pode ser caçado, e assim ter o impeachment por abuso de poder… Gostando dessa fase política da série.

Mas agora, longe da política e focado nos próprios erros, Cupido, China White e Warner fogem e vão atrás do dinheiro que Tobias Church havia escondido e com ele poderiam comprar homens e subir o próprio império. Gostei de Quentin conversando com Warner e ela deixando claro que ele errou ao lhe tentar fazer o bem e ele ainda se culpa por isso, mas Thea tem uma ótima conversa com ele sobre não se afetar com os erros dos outros.

Dinah como a nova Canário Negro agora tem a benção de Quentin, e assim deve começar a colocar mais o uniforme para esconder sua identidade, ainda mais que ela agora faz parte da polícia de Star City. Felicity está cada vez mais irritada em como agir mais na surdina e um passo de cada vez, e está rolando bastante conflitos de ideologia entre ela e  Oliver e tudo isso está ficando bom.

Curtis melhorando o uniforme do Sr. Incrível para ir melhor a campo foi bacana e a forma como Rene e ele tem interagido também está legal, trazendo uma amizade mais intensa dentro da equipe.

Os flashbacks na Rússia estão sem sal, vemos Oliver lidando com Antoly e o ajudando a se livrar de Gregor, mas fica muito nisso, mas sei que ele chegará a ser um capitão da Bratva, só que a trama realmente não anda, e até a ausência de Thalia dá para ser sentida.

O que aprendemos é que Arrow mesmo sem os flashbacks consegue se manter muito bem, e suas tramas mesclando o lado dos vigilantes, com o lado político está dando conta do recado. Falta só um pouco mais de foco, e nos fazer entender mais sobre Prometheus.

Fico por aqui, comentem e to be continued